reprodução internet

Venda da CW nos EUA próxima de ser finalizada

Dona de maioria das emissoras de televisão nos EUA está perto de virar acionistas majoritária da rede

Está perto de ser concretizada a venda da rede CW, a casa das séries da DC nos EUA, para o Nexstar Media Group. De acordo com pessoas perto da negociação faltam poucos detalhes para que a Nextsar compre 75% da empresa e os outros 25% ficando com os atuais donos Paramount e Warner Bros. Discovery.

O acordo ainda não está sacramentada e ainda há chances pequenas de não acontecer mas o que tudo indica deverá ser confirmado nas próximas semanas.

O movimento de venda da rede CW com a Nexstar começou em janeiro quando foi noticiado pelo The Wall Street Journal as conversas iniciais entre a maior proprietária de emissoras locais nos EUA e dona do canal a cabo NewsNation com os proprietários da rede de televisão logo que eles divulgaram as intenções de venda para reorganizar suas operações e diminuir as perdas e ajustar seu balanço.

Outra mega compra foi àquisição da Fox pela Disney

A rede CW foi criada em 2006 pelas fusão das operações dos canais UPN de propriedade da Paramount e da WB controlado pela Warner e desde a fundação tem sido um negócio 50/50 entre as empresas. Sua programação se destaca por ser voltada ao público jovem com séries como Gossip Girl, Riverdale, Supernatural e também a maioria das séries baseadas nas HQs da DC Comics.

Com o agravamento da crise econômica mundial devido a pandemia do COVID-19 e subsequente aumento descontrolado da inflação nos EUA, os custos ficaram elevados para manter a rede sustentável, e nem mesmo os acordos com a Netflix para exibição de várias séries está mantendo a empresa saudável. Enquanto isso, a Nexstar se comprometeu a arcar com o prejuízo da rede que apenas esse ano pode chegar a US$ 100 milhões.

Na questão televisiva, a importante para os fãs, a rede CW vem cancelando várias das suas séries inclusive algumas das mais queridas e preferidas como Lendas do Amanhã, Legacies, Batwoman, Naomi, Charmed, Roswell: New Mexico e 4400. Sobre os cancelamentos, o chefe da CW, Mark Pedowitz alegou que a mudança de donos criou um “tempo de transição” dentro da rede.

assista “The Flash” na Netflix

PUBLICIDADE