PUBLICIDADE
"Toy Story 4" - Disney Studios / Pixar

Toy Story 4: O final??

Depois do emocionante final, chega a continuação do mega sucesso Toy Story, e essa quarta parte traz algumas dúvidas
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

compre aqui seu ingresso para assistir “Toy Story 4” nos cinemas.

Finalmente fomos agraciados com uma das maiores polêmicas de 2019! “Toy Story 4” ficou conhecido antes de sua estreia como a sequência que ninguém pediu. Porém… Valeu a pena o apelo por alguns trocados do querido Mickey ou foi um fiasco? Confira o trailer abaixo:

“Toy Story 4” – Disney Studios / Pixar

Tivemos um desfecho marcante, emocionante e perfeito 10 anos atrás com “Toy Story 3”. Não satisfeita, a Disney decidiu por algum motivo produzir uma sequência que temo não ser a última. Sem mais delongas, mesmo 10 anos depois, “Toy Story 4” nos conta tudo que aconteceu depois da entrega dos brinquedos que marcaram a infância do menino Andy (que agora é um homem que foi para a faculdade) para a garotinha Bonnie (que no terceiro filme simplesmente decidiu que os brinquedos eram dela e acusou um marmanjo de ter roubado os bonecos). Sendo franco, passam 10 anos para nós, mas meses para o universo deles, como foi feito em “Os Incríveis 2”

+LEIA TAMBÉM: Abrindo o nosso especial de Rei Leão, João Veras fala porque o filme é tão marcante para ele.

Dentre diversos altos e baixos, Bonnie vai para o seu primeiro dia no jardim de infância e, sozinha, cria um amigo para ajudá-la a sobreviver ao seu primeiro dia. Garfinho, que veio do lixo, não acredita que é um brinquedo e tem toda certeza do mundo de que seu lugar é no cesto de detritos e sobras. Reencontramos personagens antigos e conhecemos personagens novos, incluindo uma vilã que tem um motivo, o que fez com que eu, de certa forma, criasse algum afeto por ela.

“Toy Story 4” – Disney Studios / Pixar

Com um roteiro caprichado e uma computação gráfica detalhista com tanta perfeição, “Toy Story 4” deixa nós, adultos, nos transformarmos em crianças de novo. Aliás, isso sim é algo que a Disney faz como ninguém. O filme traz referências aos outros e consegue trazer uma história relativamente diferente, onde Woody precisa encontrar seu propósito como brinquedo.

+MAIS AQUI: Mais um acerto da Netflix, Hip Hop Beats aposta na representatividade e entrega uma bela produção.

Com um humor inconfundível e nada bobo, o longa têm também seus defeitos. Senti falta de ritmo e dinâmica na história o que me incomodou um pouco. Por sinal, isso prejudicou mais minha experiência do que as crianças na sessão (sim, sobrevivi). A sorte da franquia é que traz diversas boas lembranças de infância, afinal, querendo ou não a vida de pessoas da minha idade fica marcada pela história dos brinquedos que ganhavam vida quando não havia uma alma humana por perto.

“Toy Story 4” – Disney Studios / Pixar

O ponto que quero chegar é: o filme é ótimo, mas dispensável. Com o desfecho dado anteriormente, não teria margem para outra história. A Disney adora brincar com o emocional das pessoas, não é de hoje. O final do filme vale cada centavo e vale pelo filme inteiro. Eu particularmente fui pego de surpresa. Infelizmente o novo lançamento não se compara em nada aos anteriores, e ficou um pouco inferior, sinceramente. Resta saber qual o caminho por grana a dona da indústria do cinema vai correr. Por hoje é só amigos! Assistam o filme, se emocionem e me contem se realmente valeu a pena! Até a próxima!