Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Star Trek Discovery | Esse Su’Kal é difícil explicar!!!

Todas as escolhas no episódio são equivocadas e promovem talvez um dos piores segmentos da franquia.
5/5
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Avaliação: 1 de 5.

Discovery chega na Nebulosa Verubin, onde está a nave Kelpiana que mandou o sinal de socorro e onde é o ponto originário da Queima e descobre que o planeta inteiro é feito de dilítio e a região é altamente radioativa e perigosa para a nave e a tripulação. E para piorar a situação, Osyraa está de volta com força total para se vingar do último encontro. Episódio cheio de situações interessantes que se complicaram e vou tentar fazer sentido porque esse Su‘Kal vai ser complicado de falar e comentar.

+assista Su’Kal e todos os episódios da temporada no Netflix.

Vamos começar com os defeitos porque se sobrar alguma qualidade fica no parágrafo final. Bem, que coisa estranha todo o segmento especialmente na condução e no arco criado dos personagens, e nessa parte pobre do nosso Capitão Saru que se perdeu completamente. Primeiro ele fica aéreo desde que descobriu que a nave era Kelpian, suas decisões dentro da nave/planeta que foram bem questionáveis. E a pior decisão da história, talvez tenham piores mas por hoje é isso, foi deixar Tilly no comando da nave.

E, ela já havia alertado o Capitão em segmentos anteriores que não possuía todo o treinamento para ser comandante de uma nave. E vemos isso com todas as cores durante o seu confronto com Osyraa (Janet Kidder) que falta me palavras para comentar de tão fraco e patético talvez quando elas começam a debater quem tem o torpedo maior foi o nível mais baixo da longa história de Jornada.

divulgação / Netflix

E o mais estranho disso tudo foi que a nomeação de Tilly foi discutida com o Almirante Vance (Oded Fehr) que deveria como superior barrar essa ação mas enfim seguiu e Tilly na sua primeira missão comandando a nave conseguiu ser rendida e a Discovery ser sequestrada pela Corrente Emeralda, e pelo preview da semana que vem a Federação vai sofrer.

+Michael e Book levam a Discovery ao Santuário da familia do caçador de recompensa, Georgiou piora e novo mistério sobre a Queima aparece.

Depois do fiasco com Tilly, vamos falar de Saru, Michael e Dr. Culber que se transportam para a nave Kelpian e devido ao mau funcionamento do holodeck por lá, eles aparecem com roupas e identidades diferentes. Michael aparece como Trill, Culber como Bajoriano e Saru como humano. E a única coisa boa é ver Doug Jones atuando sem aquela maquiagem toda, pena que foi num péssimo episódio.

E tudo isso não chega perto da loucura que fizeram com a origem da Queima, ainda torço para dê algum jeito eles mudem porque não faz sentido nenhum mesmo com a baboseira que inventaram dentro do episódio para justificar. Essa parte não darei spoilers para que todos vejam e tirem as suas conclusões e que voltem aqui para comentar. Mas a minha opinião é péssima ideia, talvez a pior ideia que já vi em Jornada e fora que os cenários apesar de estarem muito ricos e detalhados não me convenceram.

divulgação / Netflix

Essa semana fiquei decepcionada com a preguiça e falta de criatividade e como todos já suspeitavam faltando apenas 2 episódios para o final da temporada terão que correr para fechar todos os mistérios propostos na temporada. Uma pena pois a trama da Queima tinha um potencial incrível, agora é esperar a próxima semana e descobrir a extensão dos danos de Su’Kal na franquia.

Por enquanto é isso, e comente aqui comigo o que estão achando dessa temporada? Qual a temporada de Discovery preferida de vocês? E já que estão no embalo se inscrevam no nosso canal do Youtube, Cinefans TV e nos vemos aqui na próxima semana. Vida longa e próspera! E claro, feliz ano novo, que 2021 seja um ano incrível para todos!!!