Podres Poderes – A Democracia em Vertigem

Venha descobrir a verdade sobre os podres Poderes do Brasil aqui.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

assista aqui “Democracia em Vertigem” no NETFLIX (sujeito a assinatura do serviço)

Legislativo. Executivo. Judiciário. Os “podres poderes”, como chama poeticamente Caetano Veloso o tripé da democracia, são os protagonistas do novo documentário original da Netflix, “Democracia em Vertigem”. Lançado na última quarta-feira (19), o longa se propõe a analisar esmiuçadamente as engrenagens políticas que desembocaram no impeachment da ex-presidente Dilma Housseff em 2016 e na prisão do ex-presidente Lula em 2018.

“Democracia em Vertigem” – Netflix

Durante duas horas, a cineasta Petra Costa, ganhadora de prêmios nacionais e internacionais por ELENA (2012) e Olmo e a Gaivota (2014), se aproxima da complicada teia política brasileira e de sua conturbada linha temporal nos últimos 6 anos. A narrativa, construída através da mescla entre fatos políticos e da trajetória da família de Petra, traz pinceladas da ditadura militar e da resistência sindical para apresentar um dos protagonistas do documentário: Luiz Inácio Lula da Silva.

De líder sindical no final dos anos 1970 a candidato à presidência do Brasil em 1989, Lula começou seu flerte com a política e a representatividade da classe trabalhadora dentre os peixes grandes que há muito se instauraram na Praça dos Três Poderes, em Brasília. Petra revira arquivos de fotos e vídeos para intercalar a trajetória de Lula enquanto candidato à sua própria, crescendo junto com a redemocratização incipiente. Em 2002, vitória para os dois. Para Lula, a presidência da República. Para Petra, sua primeira votação para presidente com apenas 19 anos.

+MAIS AQUI: Estréia da 5a temporada da consagrada série Black Mirror mostra que a produção ainda tem fôlego para mostrar o quanto a tecnologia pode ser nociva para nós.

Passando pelos 8 anos de governo Lula, a cineasta apresenta a popularidade do representante político, sua voz em off ilustrada por vídeos e imagens de seus feitos enquanto presidente. Ao final de seu mandato, acompanhamos a nomeação da candidata à sucessão do legado do petista e segunda protagonista do longa documental: Dilma Housseff. Em 2010, a economista foi eleita presidente, carregando consigo a aliança que permitiu sua governabilidade: o vice-presidente Michel Temer, líder do PMDB à época.

Do primeiro mandato de esmagadora aprovação, cai por terra a chance de um segundo governo bem sucedido com as manifestações de junho de 2013. A insatisfação com medidas impopulares tomadas pela presidente levaram milhões de brasileiros às ruas. Petra não mede esforços em apresentar a grandiosidade desse marco para a política brasileira e, especificamente, para a popularidade de Dilma. Do final complicado de um primeiro mandato, a vitória apertada contra Aécio Neves, candidato à presidência em 2014 pelo PMDB, preparou a mente da população para o verdadeiro marco desse documentário: o impeachment de Dilma Housseff.

“Democracia em Vertigem” – Netflix

O processo de impeachment é acompanhado bem de perto por Petra, que imerge na complexidade de Câmara e Senado federais. As imagens captam momentos históricos da política brasileira do século XXI. Votação do processo na Câmara dos Deputados e seus discursos saudosistas e tradicionais, e o grande evento que inicialmente se propôs a desmantelar a corrupção do país: a Operação Lava-Jato.

Dos panelaços de direita contra Dilma e contra o PT às manifestações contra Sérgio Moro e Michel Temer da esquerda, a cineasta apresenta o movimento bilateral da sociedade brasileira, uma linha divisória que seria terreno preparado para o cenário das eleições de 2018. Nesse contexto, ela apresenta um terceiro protagonista, menos presente na história passada: o atual presidente da República Jair Bolsonaro, líder de extrema direita no Brasil.

+LEIA TAMBÉM: Mais um acerto da Netflix, Hip Hop Beats aposta na representatividade e entrega uma bela produção.

No longa documental de duas horas, Petra Costa apresenta com maestria grandes acontecimentos da política no século XXI, nos introduzindo a seus atores, protagonistas e coadjuvantes, e aos roteiristas das tramas políticas. “Democracia em Vertigem” é um documentário que flerta bastante com a estética e a poesia, seja nos floreios impecáveis de Petra em sua narração, seja nas imagens impactantes de manifestações, e até poéticas sobre a Praça dos Três Poderes. Na composição, medida acertada. Com uma apuração excelente, ela consegue apresentar cada peça essencial para a compreensão desse grande desmonte político, relembrando de pontos específicos da história recente do país para projetar suas consequências no cenário atual.

Independente do viés político, “Democracia em Vertigem” é um documentário que deve ser apreciado sem moderação por qualquer pessoa. Aqui, o nível de conhecimento das tramitações políticas  pode ser deixado de lado, Petra explica passo-a-passo de cada movimento nesse complexo jogo de xadrez. Ela apresenta, acima de tudo, as grandes e poderosas regras do jogo, no qual os podres poderes de Caetano se articulam em cada pé que configura a democracia. Uma recomendação essencial para compreender onde estamos hoje, e o que nos fez chegar aqui.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.