Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
divulgação / Pandora Filmes

Pedro e Inês, O Amor Não Descansa | crítica

Baseado em eventos reais, filme passeia por três épocas para contar um romance marcado por amor e tragédia.
5/5
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Avaliação: 3 de 5.

Quem nunca ouviu falar que a perda de um grande amor pode enlouqecer uma pessoa, pois bem é assim que começa e se conduz a trama de “Pedro e Inês, O Amor não Descansa” uma das estreias da semana nos cinemas. O longa de Antonio Ferreira (Embargo) baseado na obra literária “A Trança de Inês” de Rosa Lobato Faria.

assista nos cinemas (respeite as regras sanitárias das salas de exibição)

A história acontece em três realidades distintas (passado, presente e futuro) todas sendo guiadas pelo romance de Pedro e Inês. Eu, particularmente não conhecia essa história mas ela é bonita e triste ao mesmo tempo visto que em todos os tempos eles se apaixonam loucamente e o final sempre é trágico.

SPOILERS LEVES ABAIXO

divulgação / Pandora Filmes

Das eras que se passam a história, a mais desenvolvida é a história original de Pedro e Inês de Castro que se passa no século XIV onde o Rei Dom Pedro I (não confundir com nosso Imperador) enloquece e se casa com a sua amante Inês mesmo depois dela morta a mando de seu pai, o antigo Rei.

Mais um filme falando sobre o amor inesquecível, a crítica de Os Melhores Anos de Uma Vida aqui.

O futuro, que ficou confuso porque parece passado, é também uma trama bem básica mas que tinha potencial talvez por esse uma derivação da trama principal do passado não recebeu mais profundidade. Aquela sociedade distópica e preconceituosa merecia, até porque esse foi o motivo da morte da Inês da vez.

No tempo presente, a situação parece tirada de novela mexicana com o rapaz traindo sua esposa com a nova funcionária, sendo que o rapaz é uma versão século XXI de Pedro e a nova funcionária é uma versão de Inês que também é morta dessa vez pela esposa traída. E claro que ele enlouquece e começa a ter visões sobre as eras, e essa é a jogada inteligente do filme que ficou um pouco confusa mas funciona bem para a trama.

Se você curte um bom drama romantico ou quer sentir fortes emoções por 2h, recomendo Pedro e Inês para você porque com certeza não vai passar despercebido essa ótimo filme co-produzido por Portugal, Brasil e França. E aproveita para comentar qual foi a sua maior loucura de amor? Até a próxima.