PUBLICIDADE

opinião | conflitos da nave marcam episódio 3 de Lower Decks

Relação entre personagem continua o forte da série que mostra os dois lados da moeda dos oficiais.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Avaliação: 3 de 5.

Fala pessoal! Mais uma semana de exibição de Star Trek Lower Decks, e o episódio da semana eu achei legal mas não naquela vibração dos primeiros mas mesmo assim diverte. E vou colocar abaixo o que achei de melhor e o que não curti no episódio “O Decreto Temporal” (Temporal Edict) que foca em conflitos dentro e fora da nave e mais uma vez uma dupla salva e não foi Boimler e Mariner e sim na alferes falastrona e o primeiro oficial Ransom e a dupla também funcionou bem.

+assista todos os episódios da Nova Geração no Netflix para entrar no clima.

O episódio começou com mais uma transgressão de Mariner as regulamentos da Frota, acho que até o final da temporada ela vai quebrar todo o livro. E como sempre sobra para Boimler pagar o pato. Ai começa um dos conflitos na primeira trama do episódio. O “Buffer Time” bem conhecido pelo pessoal dos decks inferiores onde todos relaxam e cumprem as tarefas ao seu tempo e quando a capitã ouve, fica curiosa e quem consegue acabar com a festa da tripulação, ele mesmo Boimler que fala tudo sobre ele para a capitã.

divulgação / CBS All Access

Preciso dizer que essa situação toda achei um pouco chata e arrastada durante a exibição que poderia ter sido resolvida logo mas ai também não teria o gancho para a segunda trama, então a gente releva mas apenas o final é divertido com o alferes recebendo o crédito por ter recuperado o tempo ocioso da nave e é de rachar o bico ver a sua expressão. A melhor parte dessa trama foi que todo o elenco participou de um jeito ou de outro.

+Com história criativa, Não Fale com Estranhos tem tramas que parecem confusa que se encontra num excelente quebra-cabeça.

Então vamos entrar na parte interessante e o segundo dos conflitos, enquanto negocia um tratado de paz com os habitantes do planeta Gelrak V e por causa da loucura para cumprir prazos na nave, um pequeno erro se transforma em declaração de guerra contra a Federação. A partir dai, foi só deleite, principalmente nos diálogos entre Mariner e Ransom que definitivamente são os opostos no espectro de oficiais. Eu acho que ficaria mais do lado dela de ser mais pró-ativa e não seguir tanto os regulamentos mas temos que ver e apreciar os méritos das atitudes do Primeiro Oficial também.

divulgação / CBS All Access

E nesse episódio ele mostrou seu lado Riker e lutou bravamente pela liberdade da “nossa equipe”, como ele disse, e fez a alferes perceber que tem mais camadas nele do que ela imaginava. E no final a rebeldia de Mariner fez Ransom também perceber que existe muita coisa na Alferes que ele não imaginava, bola dentro dos roteiristas que deixaram mais espaço para novas interações e enredos.

+Snowpiercer acerta ao ampliar o debate sobre a estrutura social atual e mostra quanto precisamos melhorar como sociedade.

Concluindo, esse episódio foi bem legal mas achei um pouco abaixo dos anteriores. O estilo e sentimento da Nova Geração continua lá, na parte dos conflitos eu adorei a interação entre Mariner e Ransom e ainda bem que ela não tagarelou muito. E a parte da invasão e do dilema da ociosidade da tripulação não me convenceu muito talvez fiquei mal acostumado com os primeiros.

A série continua suas homenagens ao universo Star Trek o que é muito bom. E gostaria que tivesse um episódio onde o Alferes Boimler não tivesse muito sofrimento apesar que ele parecer se divertir com muito trabalho na nave. Vai entender!!! E até agora para mim as aventuras fora da nave foram bem mais divertidas que as tramas internas. Será que a tendência continua nos próximos?

Então vou fechando por aqui e continuo tentando não entregar demais os episódios para não estragar sua experiência. E torcida continua para a série chegar legalmente no Brasil. Até a próxima semana e vida longa e próspera!!!

PUBLICIDADE

AS 
ÚLTIMAS