Olhos que condenam

Nova série do Netflix é direta ao mostrar a história real de famoso caso e faz o espectador pensar antes de condenar.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

clique para assistir “Olhos que Condenam” no NETFLIX (sujeito a assinatura do serviço)

Olhos que Condenam é a mais nova minissérie dramática original da Netflix. Produzida pela Participant Media; LLC; Harpo Studios; e a Tribeca Productions; a criação da diretora e roteirista Ava DuVernay desfere um golpe brutal no coração do espectador ao retratar a história real do famoso caso dos Cinco do Central Park, em que cinco adolescente negros do Harlem foram erradamente condenados pelo ataque e estupro de uma mulher branca no Central Park.

O título original da minissérie é “When They See Us”, que em inglês significa “Quando Eles Nos Veem”, a tradução para o português faz jus ao significado por trás dessas palavras. Os olhos que tanto veem quanto condenam são vários, eles são: a polícia, a promotoria, os jornalistas, o público, os políticos, as celebridades, etc., ou seja, são os olhos de todos. Os olhos da polícia e da promotoria não viram cinco jovens no lugar errado na hora errada, eles viram uma solução para o bárbaro crime cometido contra uma mulher inocente, então as crianças foram violentamente coagidas a confessar o crime. Enquanto isso, o público se dividia entre aqueles que já consideravam os meninos culpados e a comunidade negra de Nova York, que defendia os jovens e protestava contra a atuação da polícia. Por outro lado, figuras públicas, como a de Donald Trump, colocavam mais lenha na fogueira, exigindo que medidas extremas fossem tomadas para com as crianças.

MAIS AQUI: Uma das estreias da semana, a cinebiografia de J.R.R Tolkien, o criador de Senhor dos Anéis, nossa opinião aqui.

“Olhos que Condenam” – Netflix Inc.

Dessa forma, as jornadas de Antron McCray (Jovan Adepo/Caleel Harris), Kevin Richardson (Justin Cunningham/Asante Blackk), Yusef Salaam (Chris Chalk/Ethan Herisse), Raymond Santana (Freddy Miyares/Marquês Rodriguez) e Korey Wise (Jharrel Jerome) demonstram como os jovens perderam a inocência precocemente e tiveram as suas juventudes arruinadas. Além disso, a minissérie demonstra como que o julgamento alheio foi presente antes, durante e depois dos cinco cumprirem pena.

“Olhos que Condenam” – Netflix Inc.

LEIA TAMBÉM: Quão poderosas são as escolhas que tomamos? Elas têm apenas consequências positivas ou negativas? Somos definidos pelas escolhas que fazemos? Venha conhecer a Mestra das Marionetes em Dilema.

A minissérie é extremamente pesada, mas a qualidade é sensacional. O elenco tem um desempenho perfeito, o roteiro tem o ritmo magnificamente calculado e sabe separar as partes e pontos de vista do caso de maneira extremamente eficiente, os cenários e a fotografia configuram um tom trágico e melancólico que reflete da melhor forma possível a essência da produção. Não há uma aresta que não tenha sido aparada no desenvolvimento dessa tragédia.

“Olhos que Condenam” – Netflix Inc.

Portanto, é melhor deixar que os quatro episódios da minissérie falem o resto de sua história que nos parte o coração e faz duras críticas às nossas capacidades de julgar e condenar os outros. As instituições da Lei e da Ordem também sofrem críticas clara e abertamente, tal como deveriam receber. A produção é dolorosa de se assistir e nos tira um pedaço de crença na Justiça, mas é extremamente necessária para que erros do passado não sejam esquecidos, e que uma melhor e devida performance das autoridades e dos cidadãos sejam cobradas.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: