Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
ScreenRant

Novo filme de Kevin Spacey é lançado em apenas 10 cinemas americanos.

5/5
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

andre_texto1

kevin-spacey-replaced
ScreenRant

Novo lançamento de Kevin Spacey nos cinemas foi lançado em apenas 10 cinemas americanos. O filme que é o primeiro depois das alegações de má conduta sexual sobre ele foram reveladas ano passado.

Billionaire Boys Club dirigido por James Cox, é uma refilmagem da minissérie de mesmo nome estrelada por Judd Nelson, que também aparece nessa versão. Baseado no clube real existente na Califórnia durante os anos 80, segue um grupo de jovens ricos que armam para ficar mais ricos usando o esquema Ponzi. Spacey interpreta Ron Levin, um alto apostador que cruza caminho com o grupo.

No elenco além de Spacey, estão Taron Egerton, Emma Roberts, Jeremy Irvine, Suki Waterhouse, Billie Lourd e Ansel Elgort (que trabalhou com Spacey em Em Ritmo de Fuga). Mesmo tendo boa história e bom elenco o filme falhou em chamar a atenção dos donos de cinema e vai estar em apenas 10 cinemas americanos e bem longe dos grandes mercados informou o The Wrap. Logo após a passagem pelos cinemas, em Julho o filme sairá em streaming e ainda tenta emplacar alguns mercados internacionais importantes.

As alegações contra Spacey surgiram no final do ano passado quando o ator de Star Trek: Discovery Anthony Rapp veio a público e revelou as tentativas de avanço sexual do ator em 1986 quando Rapp tinha 14 anos. Logo após, vários homens vieram a público e também revelaram suas experiências sendo vitímas do assédio de Spacey. O ator negou todas as denúncias, alegando que não se lembrava do encontro com Rapp, e admitindo que ele é gay. Desde então, ele anda longe da notícias. Mas isso não impediu sua demissão da série que ele era protagonista, House of Cards da Netflix e também do filme de Ridley Scott Todo o Dinheiro do Mundo onde suas cenas foram regravadas com o ator Christopher Plummer.

Curiosamente o mesmo expediente não foi usado pela produção de Billionaire Boys Club que preferiu manter as cenas de Spacey no filme, talvez por ser um filme independente eles preferiram não gastar mais dinheiro com regravações. Porém agora o resultado mostra que seria melhor ter gasto um pouco e regravado novas cenas sem o ator.