Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Minhas Férias com Patrick - California Filmes

Minhas Férias com Patrick

Entre altos e baixos, personagem passa uma bela jornada de emancipação.
5/5
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Avaliação: 3 de 5.

compre seu ingresso (siga as regras sanitárias das salas de cinema)

Um retrato de uma mulher sensível em uma comédia bem interessante e leve onde tudo dá errado mas que no final dá certo, bem do jeito que precisamos num momento complicado. Assim é “Minhas Férias com Patrick” o novo filme de Caroline Vignal que foi indicado a 8 prêmios César e venceu melhor atriz com Laure Calamy.

Muitas pessoas, com certeza, vão se identificar com Antoinette (Calamy) uma professora apaixonada pelo seu amante Vladmir (Benjamin Lavernhe) e disposta a fazer tudo para dar certo o romance, até acreditar nas promessas dele. Essa vontade dela move o filme e faz toda a diferença para deixá-lo leve e altamente engraçado.

Antoinette (Laure Calamy) – Minhas Férias com Patrick – California Filmes

Um espetáculo as locações na região de Cavenas, na França, o local é essencial para a trama porque lá é onde Antoinette aluga o burro Patrick para ser seu meio de transporte mas na realidade ele se torna muito mais. As cenas entre ela e o animal são hilárias.

As cenas mais esperadas são sempre com ele e palmas para Laure Calamy que conseguiu interagir perfeitamente com o animal. Não tem muito para falar dos coadjuvantes, eles fazem um trabalho justo que funciona para o andamento da trama.

Se você curte uma comédia bem nonsense que mostra o caminho de emancipação de uma mulher, esse é o seu filme porque ele vai te acertar bem no coração.

+Notre Dame mostra como crescer pode ser complicado e muito acelerado.

Inspirado no livro “Viagem com um burro pelas Cevenas”, do escocês Robert Louis Stevenson, publicado em 1879, o roteiro é assinado pela própria diretora, que adapta e atualiza a experiência do próprio romancista, que contou sobre sua viagem. Vignal disse em entrevista: “A relação entre o burro e o autor é contada como se fosse uma comédia romântica. Num primeiro momento, eles não se suportam, mas depois começam se conhecer melhor, e tornam-se inseparáveis. Esse é o ponto de partida do filme, o resto eu inventei”, disse ao site australiano SBS. 
 
Conhecida por seu papel como Noémi Leclerc, uma secretária apaixonada pelo patrão na série “Dix Pour Cent”, Laure Calamy é definida pela roteirista e diretora como “uma pessoa totalmente intensa”. “Ela pode ser muito, muito engraçada, muito expansiva, e às vezes ter uma espécie de vertigem, não sabe de onde vem. Acho que temos um pouco disso em comum, mas ela é um nível máximo. Não podemos dizer que somos parecidas, mas nos entendemos muito bem”, conclui, em entrevista ao AlloCiné.