Leila e o futuro da humanidade

Nessa prévia de um futuro possível, série indiana mostra o sacrifício de uma mãe e o quanto é perigoso o extremismo nessa ficção distópica.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

clique para assistir “Leila” no NETFLIX (sujeito a assinatura do serviço)

Olá Cine fans, hoje vamos falar de uma novidade muito interessante que estreou há pouco tempo no Netflix, estou falando do drama distópico indiano “LEILA”, a primeira série do país que entra no catálogo do serviço de streaming. Confira o trailer para te preparar sobre o que falarei a seguir:

“Leila” – Open Air Films / Netflix Inc.

Bem, vou começar falando sobre o que me atraiu na série. Primeiro, foi ela ser um drama de ficção indiano – fazia tempos que não ouvia essas duas palavras juntas. E em segundo, e mais importante foi o mundo que eles apresentam, uma nação totalitária que segrega através da religião porque acho que, infelizmente, temos chance desse futuro chegar.

+MAIS AQUI: Continuação de MIB, traz trama que passeia pelo mundo para mostrar que universo é maior que NY.

Falando sobre o enredo de toda a temporada, que por sinal é curta com apenas 6 episódios mas com uma apuro técnico e visual muito bons, é sobre a personagem Shalini (Huma Qureshi) que busca encontrar sua filha Leila depois de ser mandada para um centro de detenção. Vale lembrar que a série é baseada no livro de sucesso de 2017 de mesmo nome escrito por Prayaag Akbar.

“Leila” – Open Air Films / Netflix Inc.

ATENÇÃO
A PARTIR DE AGORA, SPOILERS DA SÉRIE QUE PODEM
ATRAPALHAR SUA EXPERIÊNCIA
VOCÊ FOI AVISADO!
!

Shalini que era casada, mãe de Leila e que vivia confortavelmente num bairro de classe alta numa cidade indiana até que sua família fora denunciada e ai começa o seu calvário. Após ver seu marido ser agredido – depois ele morre – e ser separada de sua filha, ela é levada para um centro de purificação comandado por um guru que faria sucesso no nazismo pelo jeito que ele trata as “condenadas” que ficam por lá.

Após sua fracassada cerimônia de purificação, ela é levada para um campo de trabalho forçado (lembra algo para vocês?) não antes de tentar fugir algumas vezes. No caminho ela faz amizade com uma orfã onde ela começa a descobrir os podres daquela sociedade.

“Leila” – Open Air Films / Netflix Inc.

Enquanto trabalha para um dos líderes de Aryavartta (local onde se passa toda a ação) ela entra em contato com uma facção rebelde que procura derrubar esse sistema e voltar o país aos seus donos, o povo. Ah, Shalini encontra sua filha no decorrer da série, não antes de achar que ela havia sido morta pelo regime mas ela agora vive sob outro nome e parece ter sofrido uma lavagem cerebral.

+LEIA TAMBÉM: Conclusão da saga dos X-Men nos apresenta um filme esquecível com atuações indignas de final de uma era.

Antes de passar para o final da temporada, preciso dizer que a cena da destruição do Taj Mahal me impactou. Foi muito bem feita e na situação da cena onde os líderes dessa distópica sociedade comemoravam ficou ainda mais forte. Ponto altamente positivo.

E chegando ao final, Shalini já está envolvida com o grupo rebelde e o dia da ação deles se aproxima, o ataque no dia da inauguração do SkyDome (onde a casta dos ricos líderes irá ficar mais isolada da maioria “impura” e pobre) que no seu ligamento irá causar a morte de milhares de pessoas.

“Leila” – Open Air Films / Netflix Inc.

Ela precisa salvar sua filha, a si mesmo e de quebra o seu país. Ai veio a sacada de mestre dos criadores, eles prepararam tudo, te posicionando bem dentro da história e fazendo você torcer pelos personagens e na hora do desfecho, a temporada acaba com Shalini com uma bomba suja na mão com muita vontade de apertar e acabar com toda aquela casta nojenta de esnobes.

Finalizando essa review, digo a vocês que vale a pena dar uma chance para Leila porque não é toda hora que temos uma série indiana de ficção de qualidade aparecendo na nossa frente. E com valores de produção altos onde praticamente tudo faz você acreditar que está em 2049.

E palmas para o elenco que foi muito bem escolhido. Com destaque para Huma Qureshi e Siddharth que estão nos papéis principais de Shalini e Bhanu, respectivamente. Então eu fico por aqui, Fans. Mas fique ligado no site que tem coisa boa demais nesse final de semana. Valeu!!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.