Kevin Feige apóia decisão da Disney em demissão de James Gunn.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Tempo de leitura: 1 minuto

andre_texto1

'Guardians of the Galaxy Vol.2' film premiere, Arrivals, London, UK - 24 Apr 2017
VIANNEY LE CAER/REX/SHUTTERSTOCK

Diferente da informações que estavam por ai, o presidente da Marvel Kevin Feige está apoiando a decisão da Disney em não recontratar James Gunn para Guardiões da Galáxia 3. No mês passado o estúdio demitiu o diretor após o surgimento de antigos tweets dele contanto piadas de mau gosto sobre estupro e pedofilia.

Considerando os dias de hoje e todo o esforço da Disney para ser um estúdio voltado para a família, é compreensível a decisão deles na demissão do diretor. Mesmo assim, o ocorrido foi uma surpresa para a indústria, especialmente para o elenco do filme que publicou em conjunto um comunicado apoiando o diretor. Inclusive uma campanha de fans pela internet pedia a Disney reconsiderar a decisão, e logo surgiram rumores que a Casa do Mickey estava considerando a opção de trazer Gunn de volta especialmente após o encontro do diretor com o presidente da Marvel.

Mas agora oficialmente a Disney divulgou que não vai recontratar o diretor, não importando o que aconteça. E que Feige está apoiando a decisão.

Segundo a Variety, Kevin Feige está de acordo com a decisão da Disney de não trazer James Gunn de volta a direção do filme, desmentindo os rumores que diziam que ele estava fazendo lobby em nome do diretor. Feige que esteve muito tempo fora da cidade e apenas agora se encontrou  com o representante da Disney Alan Horn onde demonstrou seu apoio a decisão do estúdio.

Ainda não se sabe quem será o novo diretor de Guardiões da Galáxia 3. E se o cronograma da produção vai continuar igual e o filme será lançado em 2020.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: