Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
divulgação / MGM

James Bond dando as cartas nas bilheterias

Despedida de Daniel Craig estreia bem nos EUA e segue forte no mercado internacional. E Venom 2 também é destaque
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na semana de 4 a 10 de Outubro não teve para ninguém, os mercados de cinema foram dele. Daniel Craig na sua última aparição como James Bond dominou as bilheterias.

No mercado norte-americano na sua sua estreia, “Sem Tempo para Morrer” arrecadou US$ 56 milhões, o longa , O 25º filme com o personagem e dirigido por Cary Fukunaga já passou fácil a marca de US$ 300 milhões nas bilheterias.

Com esses números, o longa se tornou a quarta melhor estreia na franquia 007, perdendo apenas para Operação Skyfall“, “Spectree “Quantum of Solace”

Depois da sua estrondosa estreia com mais de US$ 90 milhões, ainda o recorde da pandemia, “Venom: Tempo de Carnificina” caiu para o segundo lugar com US$ 32 milhões na semana, chegando a mais de US$ 141 milhões até o momento já chegando perto de ultrapassar o primeiro filme.

na semana passada as bilheterias tiveram os mesmos protagonistas, Venom 2 e James Bond

“A Família Addams 2: Pé na Estrada” terminou em terceiro e fechou o pódio da semana com um pouco mais de US$ 10 milhões nas bilheterias. Lembrando que a animação dublada por Oscar Isaac, Charlize Theron e Chloe Grace Moretz também está no streaming em algumas regiões.

Um filme que continua indo bem nas bilheterias é “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” que fechou a semana em quarto lugar e arrecadando US$ 4,2 milhões depois de seis semanas em cartaz. O filme é o único da Marvel Studios a atingir a marca de US$ 200 milhões de bilheteria durante a pandemia.

O prequel de “A Família Soprano”, “The Many Saints of Newark”, deu uma leve derrapada nessa semana e arrecadou apenas US$ 1,45 milhão e ficou em quinto lugar.

E fechando o top 10 da semana, em ordem, ficaram: “Free Guy: Assumindo o Controle” com US$1,3 milhão; “Lamb” – o terror com Noomi Rapace que estreou na semana – arrecadou pouco mais de US$ 1 milhão; “Querido Evan Hansen” com US$ 1 milhão; “A Lenda de Candyman” com US$ 700 mil e fechando “Jungle Cruise” com US$ 214 mil.

divulgação / Sony Pictures

No mercado internacional, “007 – Sem Tempo para Morrer” também foi bem e arrecadou US$ 89,54 milhões em sua segunda semana, fazendo sua bilheteria pelo mundo chegar a US$ 257,27 milhões.

“Venom – Tempo de Carnificina” também continua forte pelo mundo, e arrecadou na semana bons US$ 24,8 milhões fazendo sua bilheteria mundial chegar a US$ 185,6 milhões.

“Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” continua batendo recordes mundo a fora e dessa vez chegou a incrível marca mundial de US$ 400 milhões nas bilheterias. Para chegar a esse valor, o longa teve a ajuda dos US$ 4,9 milhões dessa semana nos mercados pelo mundo.

Falando em recordes, esse ano se tudo continuar nesse ritmo de melhora a Disney vai ser o primeiro estúdio chegar a fantástica marca de US$ 2 bilhões em bilheterias graças aos sucessos de seus últimos lançamentos como Shang-Chi, Jungle Cruise, Raya, Soul, Viúva Negra e Free Guy.

assista Venom – Tempo de Carnificina nos cinemas (respeite as regras sanitárias das salas)

Outro destaque do mercado internacional vai para “Duna”, o filme com Timothée Chalamet como protagonista faturou essa semana US$ 8,8 milhões e chegou a uma bilheteria mundial de US$ 117,1 milhões.

Agora na China, um mercado que é maior que a soma de vários mercados foi outra conversa. Por lá nem 007 nem Venom 2 comandou as bilheterias. Na verdade, nem um dos dois ainda estreou em território chinês.

Na semana quem mandou mais uma vez foi “A Batalha do Lago Changjin” que recria no cinema a Batalha do Reservatório Chosin durante a Guerra da Coréia. Essa semana o filme deve ter batido algum recorde por lá com inacreditáveis US$ 108 milhões na bilheteria fazendo o total acumulado do filme até agora em US$ 638 milhões.

assista “007 – Sem Tempo para Morrer” nos cinemas (respeite as regras sanitárias das salas)

PUBLICIDADE