Homem-Aranha: Bem longe de casa!!!

Nova aventura do amigo da vizinhança herda o espólio de Ultimato, diverte mas derrapa em alguns momentos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

compre aqui seu ingresso para assistir “Homem-Aranha: Longe de Casa” nos cinemas

Fala pessoal do Cinefans! Voltei e com mais uma review chegando para vocês e hoje é sobre o novo filme do nosso amigo da vizinhança, Homem-Aranha: Longe de Casa. E realmente levaram os personagens para longe, longe de casa. E isso até razoavelmente fez bem para o filme.

Se você ainda está indeciso, vou deixar aqui o trailer do filme para que suas dúvidas acabem, porque tá bem legal – um pouco abaixo do primeiro mas era esperado até porque o tom desse precisava de mudança por causa dos eventos ocorridos em Vingadores: Ultimato.

A PARTIR DESSE PONTO, O TEXTO TERÁ SPOILERS DO FILME, SE VOCÊ AINDA NÃO VIU SUA EXPERIÊNCIA PODE SER PREJUDICADA!
VOCÊ FOI AVISADO

O filme começa como o mundo em luto pela perda dos Vingadores e tentando se adaptar com o reaparecimento da metade da população que havia sumido há 5 anos no estalo de Thanos em Guerra Infinita. Os eventos ocorridos parecem afetar a todos mas em especial Peter Parker (Tom Holland) que ainda está em luto pela morte de Tony Stark. E a relação entre Parker e Stark é um dos pontos fortes do filme mesmo que atrapalhando a narrativa em alguns pontos.

E nem tudo é triste no mundo do Aranha, ele está se preparando para sair de férias com sua turma do colégio pela Europa, e claro que ele prepara junto com seu amigo Ned (Jacob Batalan) um plano para se declarar a sua colega e atual paixão, MJ (Zendaya) mas nessa situação ele terá que enfrentar o seu primeiro arquirrival da trama, Brad (Remy Hii) um dos jovens que retornou.

+ MAIS AQUI: Comédia com dupla improvável Seth Rogen e Charlize Theron surpreende, funciona e realmente é um bom passatempo.

A verdadeira história do filme começa em Veneza onde um monstro feita da água dos canais da cidade começa a destruir tudo que aparece pelo caminho e coincidentemente é a primeira parada do grupo de Parker. Agora faço um comentário de fan do Aranha porque nesse momento aparece o Mysterio (Jake Gyllenhaal) – que entrou mesmo no personagem – sei que muitos adoraram que ele foi escolhido para o filme mas eu acho o personagem tão sem graça que me decepcionou entretanto a história que criaram para ele foi muito boa, eu a comprei fácil.

“Homem-Aranha: Longe de Casa” – Sony Pictures / Marvel

A narrativa também se arrasta um pouco durante o filme com diálogos muito longos e sem criatividade, principalmente do Mysterio tentando dar conselhos ao Aranha. E várias situações no filme que ficam sendo empurradas com a barriga para dar um efeito dramático maior não funcionam.

+ LEIA TAMBÉM: Continuação de MIB, traz trama que passeia pelo mundo para mostrar que universo é maior que NY.

Incrivelmente achei que o romance entre a MJ e o Peter não ajudou a história apesar de adorar, muito, a química entre os atores. E contraponto a isso eu achei bem legal o upgrade que deram para a Betty Brant (Angourie Rice) que ajudou bastante na parte cômica junto com o Ned. E destaque também para o sempre divertido Happy Hogan (Jon Favreau) que em várias cenas têm o seu destaque, bem no estilo dos Trapalhões.

Outra coisa muito estranha foi a personalidade do Nick Fury, que no filme está bem birrento e infantil em suas atitudes que mostra um lado de atuação diferente para o Samuel L. Jackson, que incrivelmente funciona em algumas cenas. Tudo acaba sendo explicado em uma das cenas extras do filme. FIQUE NO CINEMA ATÉ O FINAL DOS CRÉDITOS, O FILME TEM DUAS CENAS EXTRAS.

“Homem-Aranha: Longe de Casa” – Sony Pictures / Marvel

O final é muito bom visualmente mas peca por ser praticamente uma fábrica de clichês e os diálogos caricatos não ajudam muito. O ponto positivo para esse final foi a nostalgia da sequência onde o Peter cria seu uniforme que vem ao som de Led Zeppelin com a mesma música do primeiro filme do Homem de Ferro. Não me empolgou o final mas tudo mudou na primeira cena extra onde temos a volta do único ator que pode interpretar o J.J. Jameson (J. K. Simmons) e a revelação da identidade do Aranha. Altas possibilidades para os próximos filmes.

+AQUI TEM: Conclusão da saga dos X-Men nos apresenta um filme esquecível com atuações indignas de final de uma era.

Para uma segunda aventura o resultado é muito bom apesar da falta de atenção nos diálogos mas os personagens têm algum crescimento e várias informações deixam os fans querendo mais e mais então parece que o futuro está garantido no MCU e eu recomendo ver o filme até mais de uma vez porque é um belo final para essa fase e para o Homem de Ferro.

Fico por aqui esperando ler os comentários de vocês sobre o filme. E quais as teorias que vocês têm para o futuro do Universo Marvel. Até a próxima, valeu!!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: