Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

[Guardiões] Carta aberta de elenco pede recontratação de Gunn a direção de filme.

5/5
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
james-gunn-guardians-of-the-galaxy
Variety

da REDAÇÃO

O elenco de “Guardiões da Galaxia” continua demostrando seu apoio ao diretor James Gunn, desde a demissão do diretor vários membros do elenco fazem campanha para a Disney recontratá-lo para a terceira parte da saga.

O elenco liderado por Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Bradley Cooper, Vin Diesel, Sean Gunn, Pom Klementieff, Michael Rooker e Karen Gillan emitiu em conjunto um comunicado à imprensa.

“Nós apoiamos totalmente James Gunn. Ficamos chocados pela notícias de sua demissão na última semana e reservamos esse tempo para refletir, rezar, ouvir e discutir. Nesse tempo, graças ao apoio dos fans e de alguns membros da imprensa resolvemos lutar pela recontratação de James como diretor do 3° filme e também para desencorajar aqueles que facilmente acreditam nas fantasiosas teorias conspiratórias sobre ele. Sua história não terminou – ainda tem muitos capítulos a frente”

Leia o comunicado completo abaixo.

djxhmeluwaaokn7
reprodução twitter / Zoe Saldana

Logo após a demissão de Gunn, inúmeras artistas começaram a mostrar apoio ao diretor. Selma Blair foi a primeira e deletou sua conta no Twitter em solidariedade a Gunn. A petição online pedindo sua recontratação já tem 300 mil assinaturas. Outro grupo de artistas tem colocado pressão na Disney, inclusive o comediante Bobcat Goldthwait pediu para terminar suas relações e sair dos passeios nos parques da Disney. Parece que toda a comunidade do cinema em Hollywood sentiu o golpe, e começou a reagir a situação. O diretor de “O Último JediRian Johnson deletou 20.000 tweets de sua conta, para não deixar esses “trogloditas da direita” terem munição para usar contra ele.

Por causa do silêncio na resposta, muitos especialistas acreditam que Gunn possa ser recontratado. E lembrando que o filme deve entrar em produção no início de 2019.