PUBLICIDADE
"Michael Sheen e David Tennant em Good Omens" - Amazon Prime Video

Good Omens com Magia, Comédia e Queen

Quando um anjo e demônio precisam trabalhar juntos para evitar o apocalipse, tudo pode acontecer.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

clique para assistir “Good Omens” no Amazon Prime Video (sujeito a assinatura do serviço)

Belas Maldições (Good Omens) é a mais nova minissérie de fantasia produzida pela Amazon Prime. É a adaptação do livro homônimo de Neil Gaiman (Deuses Americanos) e Terry Pratchett (A Cor da Magia). Quando essa dupla da as caras, pode ter certeza de que vem muita magia, humor e emoção pela frente!

Good Omens - Trailer Oficial
“Good Omens” – Amazon Prime Video

O anjo Aziraphale (Michael Sheen) e o demômio Crowley (David Tennant) coexistem desde a Criação e desenvolveram uma amizade peculiar através dos milênios. Apesar de seus papéis e personalidades conflitantes, ambos se apegam bastante ao mundo, aos humanos e às suas criações. Dessa forma, com o nascimento do Anticristo/Adam Young (Sam Taylor Buck) em forma humana e o agendamento do Apocalipse para o seu aniversário de 11 anos, Aziraphale e Crowley decidem se unir para evitar que a criança destrua o mundo. No entanto, o jovem menino Anticristo não é o único problema de nossa dupla, pois tanto as forças celestiais quanto as criaturas infernais anseiam pela última guerra entre Céu e Inferno, que decidirá a disputa de uma vez por todas. Portanto, anjo e demônio devem aprender a confiar plenamente um no outro para enfrentar amigos e inimigos para salvar o mundo da completa destruição.

Aziraphale (Michael Sheen) e Crowley (David Tennant) “Good Omens” – Narrativia; The Blank Corporation; Amazon Studios; BBC Studios/Amazon Video; BBC Two

+MAIS AQUI: Nova série do Netflix, Olhos que Condenam é direta ao mostrar a história real de famoso caso e faz o espectador pensar antes de condenar.

Na trama, a confusa, cômica e dramática jornada de Aziraphale e Crowley em busca do Anticristo é obviamente colocada em primeiro plano. Mesmo com apenas 6 episódios, a minissérie sucede em demonstrar a gradual evolução da relação entre o anjo e o demônio. Os dois compreendem e aceitam perfeitamente o outro, o que não os impede terem uma série se confrontos bem-humorados. A dinâmica entre Michael Sheen (Passageiros) e David Tennant (Marvel’s Jessica Jones) é fenomenal, ambos se encaixam muito bem em seus respectivos papéis. Sheen consegue expressar todo o conflito interno entre o idealismo e pureza de um anjo com a missão secreta na qual embarca ao lado de um demônio. Por outro lado, Tennant transpira carísma ao interpretar um demônio bon vivant sem muitas preocupações além de si próprio e do improvável amigo anjo.

Newt Pulsifier (Jack Whitehall) e Anathema Device (Adria Arjona) “Good Omens” – Narrativia; The Blank Corporation; Amazon Studios; BBC Studios/Amazon Video; BBC Two

O elenco de apoio também não decepciona! O quarteto de esquisitões formado por Newt Pulsifier (Jack Whitehall), um jovem engenheiro de computação atrapalhado; Anathema Device (Adria Arjona), uma jovem bruxa misteriosa; Sargento Chadwell (Michael McKean), um velho e paranoico caçador de bruxas; e Madame Tracy (Miranda Richardson), uma médium/cortesã idosa; tem um papel considerável no desenrolar da história, além de nos arrancar umas boas risadas. Ainda temos as participações especiais de Jon Hamm (Mad Men), como o Arcanjo Gabriel, e da oscarizada Frances McDormand (Três Anúncios Para Um Crime) como a voz de Deus, o narrador da minissérie.

+LEIA TAMBÉM: Depois de ser salva do cancelamento, Designated Survivor mostra amadurecimento no Netflix e mostra o jogo sujo da política americana.

Gabriel (Jon Hamm) “Good Omens” – Narrativia; The Blank Corporation; Amazon Studios; BBC Studios/Amazon Video; BBC Two

A minissérie se desenvolve de maneira leve e dinâmica, recheada de humor e de mistério. O roteiro assinado pelo próprio Neil Gaiman não decepciona e nos entrega uma trama inteligente e divertida de assistir. No entanto, nem tudo são flores. Apesar da maioria dos efeitos especiais serem de qualidade, alguns efeitos importantes acabaram sendo decepcionantes e/ou malfeitos, uma falta de magia aqui e acolá. A trilha sonora fica marcada por cenas marcantes do demônio Crowley ao som de inúmeros sucessos de Queen, um verdadeiro show à parte!

Portanto, se é magia e humor que você busca, não ficará decepcionado com essa série! A diversão é garantida, o elenco é espetacular e a trama é criativa! A minissérie é o mais novo sucesso de fantasia do audiovisual!