Globo de Ouro 2020 – Comentado

Toda a festa do Globo de Ouro com os comentários de Julia Noia e Bernardo Felberg
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

página especial do Globo de Ouro

Leia aqui tudo o que acontece na premiação do Globo de Ouro dividido por blocos.

A festa começa aqui….

A cerimônia começou com um bem-humorado e ousado Ricky Gervais fazendo inúmeros cometários sobre o peculiar momento da indústria audiovisual. O ator britânico demonstrou não ter medo de ser ácido e polêmico.

O primeiro prêmio da noite foi o de Melhor Ator em Série de Comédia ou Musical: Ramy Youssef ganhou pelo seu trabalho em RAMY. Ele agradeceu pela oportunidade de realizar uma série voltada para a realidade de uma família muçulmana em Nova Jersey. O segundo prêmio foi o de Melhor Ator em uma Série Limitada ou Filme de Televisão: Russel Crowe ganhou pelo seu trabalho em The Loudest Voice. Ele não compareceu a premiação, mas deixou uma mensagem de conscientização sobre os incêndios que devastam a Austrália.

O segundo bloco já começa com Elton John sendo ovacionado por todos ao subir no palco pra apresentar o filme baseado na sua vida, Rocketman. Sem dúvida, um momento marcante para o Sir Elton.

Logo em seguida, Sofia Vergara e Henry Cavill sobem ao palco para entregar a estatueta de melhor ator coadjuvante em série limitada para Stellan Skarsgard por Chernobyl. Eles ainda apresentaram o prêmio de melhor série de drama, e Succession, grande série da HBO.

O terceiro bloco começa com uma curta prévia de O Irlandês apresentado por Harvey Keitel. Em seguida, o prêmio de Melhor Atriz em Série de TV de Comédia ou Musical é conquistado por Phoebe Waller-Bridge pela sua performance em Fleabag. E dentre os indicados ao prêmio de Melhor Filme Estrangeiro, o favorito, Parasita, ganhou e foi recebido com muitos aplausos.

Kate McKinnon falou sobre a importância da Ellen DeGeneres para a televisão, principalmente como uma pessoa LGBT na televisão, e agradeceu por dar a oportunidade. A Ellen foi uma das grandes homenageadas do dia, realmente muito emocionante ver a trajetória dela na televisão e sua importância para a visibilidade LGBT. Com isso, ela ganha o prêmio Carol Brunett. Ellen sobe no palco e, no discurso, mostra um de seus principais talentos: a comédia. Parabéns, Ellen, uma grande estrela da televisão que fez história.

Daniel Craig e Ana de Armas iniciam o quinto bloco apresentando brevemente o filme Entre Facas e Segredos. O longa-metragem é indicado a 3 Globos de Ouro. Em seguida, o prêmio de Melhor Ator em Série de Drama para a Televisão foi para Brian Cox pela sua performance em Succession. Depois de 60 anos de carreira, o ator escocês demonstrou muita emoção e gratidão aos seus amigos, familiares e colegas. Depois, Ewan McGregor e Margot Robbie apresentaram o vencedor do prêmio de Melhor Roteiro de Cinema: Quentin Tarantino. O diretor levou o prêmio pelo seu trabalho em Era Uma Vez Em Hollywood e agradeceu as incríveis capacidades do elenco do filme que fizeram de seu filme o sucesso que ele foi. Por fim, o prêmio de Melhor Filme de Animação foi para o inesperado Link Perdido.

O bloco começa com Brad Pitt e Leonardo diCaprio subindo ao palco para apresentar o nono filme do diretor Quentin Tarantino, Era Uma Vez Em Hollywood. Gwyneth Paltrol apresenta o papel de melhor atriz coadjuvante em filme de drama, e a estimada Laura Dern sobe para receber sua estatueta por História de Um Casamento. No discurso, elogia o propósito do roteiro e se sente honrada de ter feito parte dessa história.

Depois, o casal Pryanka Chopra e Nick Jonas sobem para apresentar a categoria melhor série de comédia ou musical e, mais uma vez, Phoebe Waller-Bridge sobe para receber a estatueta por Fleabag. Assim como no Emmy, uma lavada na premiação

Um musical e bem-humorado Ansel Elgort ao lado de uma divertida Dakota Fanning apresentam o vencedor do prêmio de Melhor Música Original em um Filme: Elton John e Bernie Taupin pela composição de “I’m Gonna Love Me Again”. Em seguida, Sacha Baron Cohen apresenta brevemente o filme indicado Jojo Rabbit.

Jason Momoa e Zoë Kravitz apresentam o prêmio de melhor atriz em série limitada e filme para TV, e Patrícia Arquette sobe no palco para receber a estatueta por The Act. Que discurso! Falar sobre o atual momento politico e as complicações do mundo não é fácil. Logo em seguida, Olivia Colman sobe mais uma vez no conhecido palco de premiação para pegar a estatueta pela impecável atuação de Rainha Elizabeth II em The Crown. Que atuação!

Charlize Theron abre o novo bloco para premiar o lendário Tom Hanks com um prêmio extra pela sua grande carreira recheada de clássicos e sucessos como: Forrest Gump – O Contador de Histórias, O Náufrago, O Resgate do Soldado Ryan, Splash, Quero Ser Grande, O Código DaVinci e O Terminal. Faltam palavras para descrever a jornada do ator americano. Em seu discurso, Hanks demonstrou grande emoção, agradecimento e o seu grande carisma. A paixão pelo seu trabalho e pelos seus colegas não teve limites. Ele fez questão de deixar claro como a sua evolução como ator foi um processo de anos através de inúmeras lições de grandes figuras da indústria. Seu discurso pode ser resumido em agradecimento e conselho embalados em volta de muita emoção.

Em seguida, Antonio Bandeiras e Helen Mirren apresentam o vencedor do prêmio de Melhor Diretor: Sam Mendes! Uma grande surpresa que desbanca nomes como Quentin Tarantino e Martin Scorcese. Mendes faz questão de elogiar Scorcese e agredece a todos envolvidos com o filme e aos seus familiares. Breve e humilde.

Cate Banchett começa o discurso citando novamente o desastre ambiental na Austrália e, depois, apresenta o excepcional e único Coringa. Depois, Tiffany Haddish e Salma Hayek apresentam a categoria de melhor atriz em minissérie ou filme para TV, e Michelle Williams recebe a estatueta por Fosse/Verdon, e arrasa no discurso! Direitos das mulheres desde a produção cinematográfica até a quantidade de mulheres nas urnas. Antes de descerem do palco, a dupla de apresentadoras também entrega a estatueta de melhor minissérie ou série para a TV para Chernobyl, e o produtor não deixa de comentar sobre a importância de se falar sobre a calamidade e a relevância da série para a população ucraniana.

O próximo bloco começa com uma prévia de Dolemite Is My Name. Em seguida, Paul Rudd e Jennifer Lopez apresentam o prêmio de Melhor Trilha Sonora: Coringa ganha! As tristes e dramáticas sinfonias de Hildur Gudnadóttir conquistam o primeiro prêmio do filme do palhaço. Surpresa e emoção marcaram os agradecimentos da artista. Em seguida, a dupla também apresentaram o vencedor do prêmio de Melhor Ator Coadjuvante em um Filme de Drama: Brad Pitt! A performance do lendário ator em Era Uma Vez em Hollywood conquistou o prêmio e desbancou nomes como Al Pacino, Tom Hanks e Anthony Hopkins. Em seu discurso, Brad Pitt agradeceu aos seus colegas Quentin Tarantino e Leonardo DiCaprio. Além disso, o seu carisma no palco foi intoxicante e o público foi ao delírio com os seus comentários piadistas e mensagens de agradecimento e bondade.

Chris Evans e Scarlett Johansson, a ex-dupla da Marvel, apresentam o prêmio de melhor ator em filme de comédia e musical, e Taron Egerton sobe para pegar a estatueta por Rocketman, o filme que conta a história do Sir Elton John, uma grande figura da música. Eles apresentam, ainda, a categoria de melhor atriz em filme de comédia e musical, e Awkwafina leva a estatueta do Globo de Ouro em sua primeira indicação por The Farewell. Por fim, Jason Bateman e Naomi Watts apresentam um dos queridinhos da Netflix, História de um Casamento.

Rachel Weisz inicia o novo bloco apresentando uma prévia de Dois Papas. O queridinho da NETFLIX é indicado a 4 Globos de Ouro. Em seguida, Pierce Brosnan e Will Ferrel tentam apresentar o prêmio de Melhor Filme de Comédia ou Musical, mas Ferrel não consegue conter o entusiasmo de estar próximo de Brosnan. De qualquer forma, Era Uma Vez Em Hollywood ganha o seu terceiro prêmio da noite.

Glenn Close apresenta o prêmio de melhor ator em filme de drama e ninguém menos que Joaquim Phoenix sobe para levar a estatueta pra casa por Coringa. Em seu discurso, ele agradeceu à produção e não deixou de falar sobre as dificuldades das mudanças climáticas, falando de tomarem medidas mais próximas do cotidiano. Arrasou, uma grande vitória há muito esperada pelos fãs.

Rami Malek chega para iniciar o último bloco e apresentar o prêmio de Melhor Atriz em Filme de Drama: Reneé Zellweger ganha pela sua performance em Judy. Em seu discurso agradeceu às colegas, amigos e todos os envolvidos no filme pelo apoio ao longo de sua jornada como atriz. Por fim, Sandra Bullock apresenta o prêmio de Melhor Filme de Drama: 1917 ganha! Os favoritos da NETFLIX e Coringa são desbancados mais uma vez por Sam Mendes e sua equipe. Em um curto discurso ele agradece a todos os envolvidos no filme pelas suas contribuições e a noite termina!

assista o Globo de Ouro na TNT GO (sujeito a assinatura do serviço)

Publicidade

Publicidade

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.