Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

[Especial] A Evolução dos musicais no cinema

5/5
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Olá leitores do cinefans! Hoje vamos falar da evolução dos musicais das telas grandes, do cinema norte-americano! Que tal mergulhar nessa viagem pelo mundo das melodias?

Primeiro, vamos aos clássicos: “Cantando na Chuva” (1952). As trilhas sonoras eram bastante características para a época e, também, trabalhadas com um cuidado especial tendo em vista a complexidade dos arranjos. E como todo bom musical, tinha coreografias e para esse filme foram mais escolhidos elementos de sapateado para compor elas. Não consigo nem imaginar como deve ter sido difícil gravar essas sequências!

Logo depois, dou destaque para “A Noviça Rebelde” (1965). O filme além do marco de ter como ambiente a Áustria na época da Alemanha nazista tinha músicas que eram mais simples, mas nem por isso eram menos cativantes! A mensagem era passada de forma tão clara que eu tenho certeza que você já cantou “Do, Ré, Mi” alguma vez na sua vida!

Por fim, dentro dos clássicos trago “Grease” (1978). Esse é um dos primeiros filmes que marcaram mais o público adolescente da época. Trazendo a história de uma paixão de verão que tem um encontro inesperado na escola depois das férias, “Grease”, ao meu ver é um dos melhores musicais dos clássicos, trazendo ritmos como o rock para as telonas.

Dando um salto imenso para o futuro, o primeiro destaque fica com “O Rei do Show” (2017). Hoje em dia, querendo ou não, tudo ficou mais fácil quando se fala de música por tudo ser mais digitalizado. Esse longa, mesmo com isso, não deu bobeira e usou isso ao seu favor, trazendo, além de uma história excelente, músicas originais, modernas e atuais!

“La la land” (2017), por sua vez, não é isso tudo que falam. Talvez poucos concordem comigo, mas é um projeto um tanto pobre em música, mesmo sendo caracterizado como musical. O que salva o filme, para mim, são a fotografia e o figurino. De resto, tem uma história confusa e não fez jus aos musicais.

Por último vou falar sobre o pacote “High School Musical” (2006-2008). São três filmes que eu amo e vou defender até morrer, mas se for imparcial, analisando de forma fria, as músicas não são tudo isso. Lógico que pela memória afetiva eu sei cantar tudo até de trás para a frente. Entretanto, se forem levadas em conta as coreografias com uma multidão, a Disney caprichou nos flashmobs! Se comparar com o clássico de 1978, nem os protagonistas eram tão bons cantores.

E aí, gostou da matéria? Comentem suas opiniões aqui em baixo, e até a próxima com mais uma matéria aqui no cinefans!

 

Veja La La Land no NOW

Veja High School Musical 2 no NOW

Now é marca registrada de nowoline.com.br – Todos os direitos reservados.