PUBLICIDADE
"Dark - Segunda Temporada" - Netflix Inc.

DARK e a maldição de Ouroboros

Com mais perguntas que respostas, segunda temporada prepara o terreno para a conclusão da série.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

clique para assistir “Dark” no NETFLIX (sujeito a assinatura do serviço)

Em 20 de dezembro de 2017 estreou Dark na Netflix. A produção original da plataforma de Streaming tinha o desafiador objetivo de conquistar a audiência com uma trama extremamente complexa em língua estrangeira (não-inglesa), o alemão. No entanto, quaisquer dúvidas foram esquecidas quando a série atingiu um sucesso estrondoso com a sua narrativa peculiar e temas fascinantes. A atmosfera sombria que envolve o desaparecimentos de crianças, sociedades secretas, segredos de família e viagens no tempo forjou um fenômeno inesperado e espetacular. Agora, depois de 18 meses de espera, a nova temporada chegou trazendo respostas e mais mistérios enquanto promete um desfecho épico para a sua futura última temporada.

DARK - Temporada 2 | Trailer da Trilogia | Netflix
“Dark 2a Temporada’ – Netflix Inc.

+ MAIS AQUI: Depois de ser salva do cancelamento, Designated Survivor mostra amadurecimento no Netflix e mostra o jogo sujo da política americana.

A segunda temporada começa 8 meses após o término da primeira. O jovem Jonas Khanwald (Louis Hofmann) se encontra preso em uma Winden pós-apocalíptica em 2053; o detetive Ulrich Nielsen (Oliver Masucci) está encarcerado em uma clínica psiquiátrica em 1954; e o pequeno Mikkel Nielsen (Daan Lennard Liebrenz) agora vive como Michael Khanwald em 1987. Enquanto isso, a aparição do velho Jonas Khanwald (Andreas Pietschmann) em 2019 promete respostas quanto ao conflito entre as organizações secretas de viajantes do tempo de Claudia Tiedemann (Lisa Kreuzer) e do misterioso Noah (Mark Waschke). Por outro lado, uma comissão especial é formada pela polícia para investigar os desaparecimentos, e o recém-chegado detetive Clausen (Sylvester Groth) parece ter segundas intenções perigosas quanto ao caso que podem colocar em risco não só os envolvidos, mas a cidade inteira. Dessa forma, com o Apocalipse de Winden cada dia mais próximo, os nossos personagens devem encontrar um meio de impedi-lo antes que seja tarde mais.

Jonas Khanwald (Louis Hofmann) “Dark” – Wiedemann & Berg Television/Netflix

A nova temporada deixa mais perguntas do que respostas, mas isso já era de se esperar em uma série que respira segredos e transpira mistérios. No entanto, nós não ficamos na mão e somos agraciados com um compilado de revelações e plot twists ao longo da temporada que não decepcionam. Contudo, a grande pergunta que a temporada nos deixa é: os nossos personagens realmente tem como quebrar o loop temporal que interliga o passado, o presente e o futuro? Ou eles estão fadados a repetir este ciclo de novo e de novo, eternamente, como uma cobra que devora a própria cauda? A terceira e última temporada tem o dever de bater o martelo e nos dar uma resposta, seja ela qual for.

Noah (Mark Waschke) “Dark” – Wiedemann & Berg Television/Netflix

+ LEIA TAMBÉM: Quando um anjo e demônio precisam trabalhar juntos para evitar o apocalipse, tudo pode acontecer. Assim é Good Omens.

O elenco faz um excelente trabalho na série. Não há peça fora do lugar e todos sucedem em expressar exatamente como os seus personagens de sentem, desde a alegria e ingenuidade até o desespero e o terror. A ambientação sombria se mantém e independente o período do tempo ela é bastante palpável, se não visualmente, com certeza na atmosfera social dos personagens. Os efeitos especiais são feitos na medida e conseguem alcançar um meio termo entre o científico e o sobrenatural. A trama, como sempre, foi sensacional. Personagens novos e velhos dando tudo de si em jornadas pessoais e dramáticas que nos deixavam na ponta da cadeira toda vez que assistimos. Nós torcemos, sofremos e somos surpreendidos pelo que recebemos e pela promessa do que ainda vem pela frente.

Ulrich Nielsen (Oliver Masucci) “Dark” – Wiedemann & Berg Television/Netflix

Portanto, da mesma forma como os nossos personagens buscam uma maneira de quebrar o ciclo de eventos no qual as suas famílias se encontram presas, a audiência se encontra na árdua tarefa de sempre re-assistir toda a série não apenas por que ela é excelente, hipnótica e fascinante, mas para nos lembrarmos e percebermos indícios de eventos que não compreendíamos inteiramente no início de nosso ciclo como telespectadores. Será que nós iremos, um dia compreender 100% dos mistérios que envolvem Winden? Essa perguntar, tal como todas as outras, ficam para serem respondidas com a última temporada. Fiquem atentos, pois o último ciclo está começando!