DARK e a maldição de Ouroboros

Com mais perguntas que respostas, segunda temporada prepara o terreno para a conclusão da série.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Tempo de leitura: 3 minutos

clique para assistir “Dark” no NETFLIX (sujeito a assinatura do serviço)

Em 20 de dezembro de 2017 estreou Dark na Netflix. A produção original da plataforma de Streaming tinha o desafiador objetivo de conquistar a audiência com uma trama extremamente complexa em língua estrangeira (não-inglesa), o alemão. No entanto, quaisquer dúvidas foram esquecidas quando a série atingiu um sucesso estrondoso com a sua narrativa peculiar e temas fascinantes. A atmosfera sombria que envolve o desaparecimentos de crianças, sociedades secretas, segredos de família e viagens no tempo forjou um fenômeno inesperado e espetacular. Agora, depois de 18 meses de espera, a nova temporada chegou trazendo respostas e mais mistérios enquanto promete um desfecho épico para a sua futura última temporada.

“Dark 2a Temporada’ – Netflix Inc.

+ MAIS AQUI: Depois de ser salva do cancelamento, Designated Survivor mostra amadurecimento no Netflix e mostra o jogo sujo da política americana.

A segunda temporada começa 8 meses após o término da primeira. O jovem Jonas Khanwald (Louis Hofmann) se encontra preso em uma Winden pós-apocalíptica em 2053; o detetive Ulrich Nielsen (Oliver Masucci) está encarcerado em uma clínica psiquiátrica em 1954; e o pequeno Mikkel Nielsen (Daan Lennard Liebrenz) agora vive como Michael Khanwald em 1987. Enquanto isso, a aparição do velho Jonas Khanwald (Andreas Pietschmann) em 2019 promete respostas quanto ao conflito entre as organizações secretas de viajantes do tempo de Claudia Tiedemann (Lisa Kreuzer) e do misterioso Noah (Mark Waschke). Por outro lado, uma comissão especial é formada pela polícia para investigar os desaparecimentos, e o recém-chegado detetive Clausen (Sylvester Groth) parece ter segundas intenções perigosas quanto ao caso que podem colocar em risco não só os envolvidos, mas a cidade inteira. Dessa forma, com o Apocalipse de Winden cada dia mais próximo, os nossos personagens devem encontrar um meio de impedi-lo antes que seja tarde mais.

Jonas Khanwald (Louis Hofmann) “Dark” – Wiedemann & Berg Television/Netflix

A nova temporada deixa mais perguntas do que respostas, mas isso já era de se esperar em uma série que respira segredos e transpira mistérios. No entanto, nós não ficamos na mão e somos agraciados com um compilado de revelações e plot twists ao longo da temporada que não decepcionam. Contudo, a grande pergunta que a temporada nos deixa é: os nossos personagens realmente tem como quebrar o loop temporal que interliga o passado, o presente e o futuro? Ou eles estão fadados a repetir este ciclo de novo e de novo, eternamente, como uma cobra que devora a própria cauda? A terceira e última temporada tem o dever de bater o martelo e nos dar uma resposta, seja ela qual for.

Noah (Mark Waschke) “Dark” – Wiedemann & Berg Television/Netflix

+ LEIA TAMBÉM: Quando um anjo e demônio precisam trabalhar juntos para evitar o apocalipse, tudo pode acontecer. Assim é Good Omens.

O elenco faz um excelente trabalho na série. Não há peça fora do lugar e todos sucedem em expressar exatamente como os seus personagens de sentem, desde a alegria e ingenuidade até o desespero e o terror. A ambientação sombria se mantém e independente o período do tempo ela é bastante palpável, se não visualmente, com certeza na atmosfera social dos personagens. Os efeitos especiais são feitos na medida e conseguem alcançar um meio termo entre o científico e o sobrenatural. A trama, como sempre, foi sensacional. Personagens novos e velhos dando tudo de si em jornadas pessoais e dramáticas que nos deixavam na ponta da cadeira toda vez que assistimos. Nós torcemos, sofremos e somos surpreendidos pelo que recebemos e pela promessa do que ainda vem pela frente.

Ulrich Nielsen (Oliver Masucci) “Dark” – Wiedemann & Berg Television/Netflix

Portanto, da mesma forma como os nossos personagens buscam uma maneira de quebrar o ciclo de eventos no qual as suas famílias se encontram presas, a audiência se encontra na árdua tarefa de sempre re-assistir toda a série não apenas por que ela é excelente, hipnótica e fascinante, mas para nos lembrarmos e percebermos indícios de eventos que não compreendíamos inteiramente no início de nosso ciclo como telespectadores. Será que nós iremos, um dia compreender 100% dos mistérios que envolvem Winden? Essa perguntar, tal como todas as outras, ficam para serem respondidas com a última temporada. Fiquem atentos, pois o último ciclo está começando!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: