PUBLICIDADE

crítica | Novos Mutantes com os velhos problemas

Nova safra de mutantes na tela sofre com roteiro muito previsível, recheado de clichês e se apóia no talento do seu elenco em ascensão.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Avaliação: 2.5 de 5.

Fala pessoal, os cinemas voltando as atividades e não vou entrar no mérito se estão certos ou não pois acho que depende de você se sentir seguro para ir assistir seu filme favorito dito isso vamos falar da estreia da semana, Os Novos Mutantes, o mais novo filme da bem sucedida franquia dos X-Men nos cinemas. Com elenco recheado de talentos em ascensão e um bom diretor, o filme tinha tudo para dar certo mas seguiu errado a cartilha e a experiência não funcionou para mim mas mesmo assim tem alguns pontos interessantes. Então vamos lá!

compre aqui seu ingresso

Tentarei abaixo deixar o mínimo de SPOILERS para não atrapalhar a experiência de vocês mas vai ter algum aqui e acolá e se você acha que pode estragar sua sessão, melhor parar aqui e voltar depois de assistir o filme.

O ponto mais forte do filme realmente foi a escolha do elenco que entrega dentro do possível um trabalho bacana com destaques para Anya Taylor-Joy (Fragmentado, Vidro)Blu Hunt (The Originals) e a sempre competente Alice Braga (Queen of South, Elysium) mas sem desmerecer o resto do elenco que não vai mal apenas não ajudou o fraco roteiro.

+Premissa criativa de Power não se salva de roteiro previsível e recheado de clichês.

divulgação / 20th Century Filmes

Esse ai é o ponto mais triste de todos, o roteiro que parece ter sido escrito com uma preguiça incrível cheio de clichês, sem reviravoltas, e com altos índices de previsibilidade que deixa tudo muito sem graça e em algumas partes com alguma vontade de tirar uma soneca. Muito fraco e sem sal as tentativas, todas elas, de romance entre os jovens que chega quase a constranger.

A busca pela verdade e a jornada de descobrimento da personagem principal Dani Moonstar (Hunt) talvez seja a grande salvação dessa colcha mal feita mais pelo trabalho bem feito da atriz do que pela texto em si apesar que o final basicamente destrói tudo com tantos efeitos visuais que parecia um jogo de vídeo-game com um drama psicológico dos novos ou futuros X-Men.

+Em Terremoto todos os elementos de sucesso de um filme catástrofe estão presentes e te apresentam uma bom drama com doses de aventura e tensão;

divulgação / 20th Century Filmes

Essa parte do drama do passado dos personagens poderia muito aparecer mais desenvolvido, mas foi relegado a passagens pontuadas contando o background deles. Uma coisa que incomodou muito a falta foi o passado da Dra. Reyes (Braga), quais suas motivações e qual a sua relação com a Essex Corporation.

E por fim continuo em duvidas até agora se o grupo dos Novos Mutantes tem relação com os X-Men apesar dos heróis mais experientes serem citados ao longo do filme, não acho que o filme mereça continuação mas se tiver que caprichem e façam uma relação mais direta com o universo mutante já estabelecido e quem sabe façam o grupo ser a nova geração de mutantes na tela.

Boa diversão, se cuidem e se protejam nas salas e até a próxima.