PUBLICIDADE

Judy: Muito Além do Arco-Íris - Paris Filmes

Crítica | Judy: Muito Além do Arco-Íris

Um filme genial, “Judy: muito além do arco-íris” é um longa que vale sim o ingresso.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

compre aqui seu ingresso

Drama puro. Palavras não parecem o suficiente para descrever o que essa produção mostrou. Uma montanha-russa de emoções. O êxtase é tão grande que demorei muito para tentar formular uma maneira de escrever essa crítica. Senhoras e senhores, seguindo a programação Oscar 2020, hoje teremos um filme biográfico sobre a vida de uma das maiores estrelas que Hollywood já conheceu. Corram para os cinemas, pois “Judy: muito além do arco-íris” é imperdível.

Judy: Muito Além do Arco Íris – Paris Filmes

O longa conta a história da cantora e atriz Judy Garland, que ficou muito conhecida por trabalhos como “O Mágico de Oz” (1939) e outros grandes sucessos da época. A narrativa transita perfeitamente entre sua difícil infância como atriz mirim de sucesso e seu fracasso e tentativa de reconquista da sua fama em sua última bateria de shows em Londres em 1969. Dentre vários acontecimentos, descobrimos todo backstage de suas produções quando jovem. Além de tudo, o grande dilema de seu “presente” em precisar escolher entre família e carreira.

+Modo Avião é simples e esquecível, assim como a maioria dos filmes teen que existem por aí!

O roteiro desse filme é fantástico. A construção dos personagens é muito bem elaborada. O longa traz personagens complexos, os diálogos são inteligentes. A direção de Rupert Goold também é sensacional. As cenas são lindamente interpretadas e o diretor conseguiu extrair toda verdade da parte dos atores. Entretanto, acima de tudo isso: a fotografia e a trilha sonora do filme são maravilhosas. Quando as cenas do passado são expostas, a fotografia é alegre, as cores são mais vivas. No soturno presente de Judy, ela é mais fria, um pouco mais triste e traz uma sensação de melancolia arrepiante! Quando falo em trilha sonora, me refiro ao instrumental nas transições de cena, muito bem encaixados nos momentos mais precisos.

Judy: Muito Além do Arco Íris – Paris Filmes

Agora a melhor parte: elenco. Poucos vão valorizar ou terão notado isso, mas Darci Shaw, intérprete de Judy Garland jovem cumpre seu papel muito bem! Ela aparece poucas vezes, mas apresenta um trabalho competente, bem feito e muito convincente! Falando um pouco da estrela do filme, não há a menor possibilidade de colocar qualquer defeito em Renée Zellweger.

+Além da crítica de Judy: Muito Além do Arco-Íris leia todas as nossas críticas dos filmes do Oscar, clique aqui.

A atriz, no páreo para o Oscar de melhor atriz, mostrou vulnerabilidade, entrega total e muito estudo! Todos os trejeitos de Garland estavam presentes, as performances musicais beiravam a perfeição! Preciso deixar aqui a grande indireta à “Bohemian Rhapsody”, pois a frequência é grande de filmes em que os protagonistas não dublam os cantores que interpretam (não só Renée, mas Taron Egerton como Elton John em “Rocketman”). A voz de Zellweger é incrível e ficou muito parecida com a original, então o preparador vocal que trabalhou a voz da artista merece grande reconhecimento também!

+Hoje é dia de falarmos sobre divórcio, traição, punhaladas nas costas, um relacionamento tóxico e abusivo…

Um filme genial, “Judy: muito além do arco-íris” é um longa que vale sim o ingresso pois traz uma história incrível que tenho certeza que foi narrada da melhor maneira possível! Renée Zellweger, confie que o prêmio é todo seu! Eu recomendo e muito que vocês, leitores, vão aos cinemas para conferir essa obra de arte! Enfim, fico por aqui com mais uma crítica da maratona Oscar 2020 do Cinefans! 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

PUBLICIDADE

AS 
ÚLTIMAS

Emmy 2020 | indicados

Netflix bate recorde de indicações seguido por HBO em ano que formato da premiação ainda é incerto.