PUBLICIDADE
Invasão ao Serviço Secreto - © Imagem Filmes

Crítica: Invasão ao Serviço Secreto

Terceira parte da saga de Mike Banning que dessa vez precisa provar sua inocência e salvar o Presidente.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

compre aqui seu ingresso

Estreando na semana, Invasão ao Serviço Secreto, terceira parte da saga cinematográfica de ação protagonizada por Gerard Butler como Mike Banning, o salvador da pátria do momento. E depois de salvar a Casa Branca e Londres, agora sua missão é provar sua inocência e mais uma vez salvar o Presidente dos EUA.

Lance Reddick (David Gentry) e Gerard Butler (Mike Banning) – Invasão ao Serviço Secreto © Imagem Filmes

Nessa terceira parte o agente Banning (Butler) que com dúvidas no rumo de sua carreira, está indeciso sobre aceitar ou não uma promoção quando tudo de ruim que pode acontecer, acontece. E ele precisa proteger o Presidente dos EUA (Morgan Freeman) e provar sua inocência, já que ele se torna o suspeito número 1 do atentado.

+AQUI: Na comédia de erros da vida humana, só o amor pode te salvar, em Cadê Você, Bernadette?

A proposta do filme é bem direta, para você que gosta do gênero ter a sua diversão durante 2 horas. E comparando com os filmes anteriores da trilogia, o filme não decepciona mesmo não estando no nível dos predecessores mas tudo se compensa com o carisma do Butler e como à vontade ele está no papel e também nas interações entre o elenco queestá em boa sintonia.

Morgan Freeman (Presidente Allan Trumbull) – Invasão ao Serviço Secreto – © Imagem Filmes

Na parte do elenco Butler parece cada vez mais à vontade no papel de Mike Banning, o protagonista e o mesmo pode se dizer de Morgan Freeman reprisando seu papel de Presidente mas a troca de atriz para a esposa de Banning não sei se foi acertada, me pareceu que Piper Perabo estava meio fora de sintonia. A grande surpresa, não tanto na atuação mas na aparição, foi ver Nick Nolte no papel de Clay Banning (pai do personagem principal) e um veterano de guerra perturbado e paranóico. Outro destaque também é a participação de Jada Pinkett-Smith como a Agente do FBI que persegue Banning no filme. E achei decepcionante o jeito automático do Danny Huston como o vilão da trama.

+ TAMBÉM: Novo Exterminador do Futuro nos leva de volta até os anos 90 com muita ação e sem enrolação e dá fôlego a franquia.

Os efeitos visuais em algumas cenas deixa a desejar mas não compromete e as sequências de lutas e combate estão muito bem feitas e sem deixar a desejar dos primeiros filmes. E caso você sinta falta da Casa Branca ou dos arranha-céus de Londres tem uma bela quantidade de locações novinhas prontas para serem explodidas!

Jada Pinkett-Smith (FBI Agent Helen Thompson) – Invasão ao Serviço Secreto – © Imagem Filmes

Então diversão garantida para você que curte um bom filme de ação com um bom elenco. E parece que os fans podem ficar calmos porque a cinessérie deve ir para a televisão ou streaming. Fiquem ligados nas notícias!