Crítica | Ameaça Profunda

Tentativa de terror espacial no fundo do mar tem suas vitórias mas fica devendo.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

compre aqui seu ingresso

O lançamento da semana, Ameaça Profunda tenta trazer toda aquela atmosfera de terror espacial bem ao estilo Alien para o fundo do mar, e não funcionou em grande parte – na minha opinião.

+aqui: Na conclusão da saga Skywalker, heróis e vilão fazem o seu melhor mas história derrapa demais para ser inesquecível.

Vamos direto ao ponto do que não funcionou, e olha que sou um grande fan de filmes de terror e ainda juntando o drama psicológico seria meu paraíso mas graças a um roteiro bem preguiçoso que chupa de várias fontes fazendo uma colcha que em momentos agrada e mais nos piores momentos são bem ruins viu.

© Fox Filmes

A história é assim, um grupo de funcionários de uma mineradora fica preso quando um terremoto causa o colapso da estrutura e eles são obrigados a fugir para uma refinaria abandonada precisando caminhar pelo fundo do oceano com pouco oxigênio e com a presença de algo maligno e com um incansável apetite.

Então o que achava que mais me incomodaria seria essa mistura de terror espacial no fundo do mar mas isso até que funciona, e em vários momentos você esquece que está no oceano. Isso graças ao esforço do elenco encabeçado por Kristen Stewart, Vincent Cassel (que merecia mais destaque), Jessica Henwick e T.J. Miller que fazem o melhor para tirar leite de pedra.

© Fox Filmes

Outro ponto positivo são os efeitos visuais que garantem os sustos necessários especialmente no final que sem dúvidas é a melhor parte do filme servindo como uma recompensa por você ter ficado na sessão por 1h35min.

+também: Trama inédita mostra o cotidiano do presídio e vira um caça de gato e rato onde o prêmio é sobreviver.

E é sempre bom lembrar da mensagem que Ameaça Profunda deixa, que a natureza deve ser cuidada e não explorada sem limites, guardem isso sempre!!! E bom filme!

Publicidade

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: