PUBLICIDADE
divulgação Apple Tv+

Cherry: A inocência perdida ou tempo perdido?

Tom Holland encara papel adulto para provar que pode ser mais que o Homem Aranha
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Avaliação: 2 de 5.

assista Cherry no AppleTV+

Drama em um campo extremamente relevante para o estadunidense. Essa é a frase que mais marca o novo lançamento da AppleTV+ estrelando o amigão da vizinhança, Peter Parker… Aliás, Tom Holland! Cherry estreou na plataforma essa semana e já estamos aqui no Cinefans para a clássica crítica, e escolheram a pessoa certa para falar desse filme.

Dirigido pelos irmãos Russo (sim, os mesmos da Marvel e de Vingadores: Guerra Infinita e Ultimato), o filme conta a história de um ex-médico do exército dos EUA que volta de campo no Iraque com PTSD (estresse pós traumático). Para lidar com esse transtorno, o personagem de Tom Holland recorre às drogas.

Joe Russo, Anthony Russo e Tom Holland – Cherry – Apple TV+

Não dá para dizer que é um banho de atuação, mas ver o atual Homem-Aranha da Marvel, em um papel mais sério com uma carga de drama maior é surpreendente. Desde “O Diabo de Cada Dia” (Netflix, 2020) ele mostra ser um pouco mais versátil e prova que pode mais do que um adolescente de 15 anos em um filme mal roteirizado com uma direção duvidosa. 

O longa em si traz uma fotografia comum. As locações são muito bonitas. A história é um tanto clichê e aborda um tema que é a realidade de muitos soldados estadunidenses. Mas sinceramente, estamos cansados de histórias que envolvem guerra, que foi um dos focos da narrativa. O desfecho do filme funciona mas é um pouco brochante e previsível.

+Tom Holland de um jeito mais solto, leia sobre Homem Aranha: Longe de Casa

Tom Holland – Cherry – Apple TV+

Aqui acontece algo que me incomodou muito. Há certa dificuldade na imersão da experiência quando o próprio personagem narra a história no meio da cena com seu redor “congelando” para ele falar alguma coisa. É um recurso que funciona no teatro, mas no cinema não. Felizmente o único acerto com relação a isso é a série da PrimeVideo, Fleabag (que por sinal é uma ótima recomendação de série). 

Cherry estreia no Rotten Tomatoes com 38% de aprovação da crítica. É uma nota honesta para um filme genérico e mediano. É interessante que as plataformas de streaming têm competido bastante em conteúdo original não só voltado para séries, mas para o mercado de filmes também. Confesso que esperava mais, porém só de ver Tom Holland na minha televisão já valeu a pena cada segundo das 2:21h.

Cherry — Official Trailer | Apple TV+