Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
divulgação / Golden Globes

Brasileira entra em associação que produz Globo de Ouro

Após crise provocada por exclusão racial entre seus membros, nova classe de associação tem mais diversidade.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Depois do escândalo de exclusão racial que culminou numa crise sem precedentes na HFPA – Hollywood Foreign Press Association (Associação dos Jornalistas Estrangeiros em Hollywood), a entidade que organiza o Globo de Ouro comunicou hoje que adicionou 21 novos membros, entre eles uma jornalista brasileira.

Depois que a rede NBC decidir cancelar a transmissão do Globo de Ouro, a HFPA sinalizou que faria mudanças nas suas regras de admissão para garantir a presença de mais diversidade entre seus membros.

veja a lista completa de vencedores do Globo de Ouro de 2021

Entre as principais mudanças nas regras da instituição está a ampliação de quem poderá se candidatar para ser credenciado para HFPA. Agora, não será mais necessário que os jornalistas residam na área de Los Angeles, podendo residir em qualquer lugar nos Estados Unidos. Além disso, já não será mais obrigatória a assinatura de matérias em veículos impressos. Também haverá uma reavaliação anual do credenciamento dos membros da HFPA, que acontecerá paralelamente à avaliação de novos membros.

Essa nova classe de membros da organização realmente é mais diversa até agora com 10 mulheres, 6 são membros latinos, 5 asiáticos e quatro do Oriente Médio. Na lista de hoje a brasileira Miriam Spritzer da L’Officiel Brasil foi anunciada como membro. Acompanhe todos os novos membros abaixo:

divulgação / Golden Globes
  • Raffi Boghosian (Al Arabiya)
  • Kelley Carter (ESPN Global)
  • David ‘Dudi’ Caspi (Israel Hayom)
  • Yong Chavez (ABS-CBN)
  • Andrés Correa Guatarasma (El Universal)
  • Earl Gibson III (Getty Images)
  • Eun Seon Ha (KOIFC)
  • Hamdy Howaida (El Akhbar)
  • Itsuko Hirai (Movie Walker Press)
  • K.J. Matthews (DW-TV)
  • Juan Navaroo (Televisa)
  • Jânio Carlos Vieira Nazareth (Cinépop)
  • Ruben Peralta-Rigaud (SensaCine)
  • Gerardo Prat (¡HOLA! TV)
  • Kimberly Reyes (Film Ireland)
  • Mico Saad (TeN TV)
  • Asel Sherniyazova (AKIpress News Agency)
  • Gabriel Silva Lamboglia (El País)
  • Miriam Spritzer (L’Officiel Brasil)
  • Mario Pacheco Székely (El Universal)
  • Yuko Yoshikawa (Cinema Today)

A HFPA também afirma que seus membros (atuais e novos) terão que operar sob um novo código de conduta, que inclui a proibição de aceitarmateriais promocionais ou presentes de estúdios, agentes, atores, diretores ou outros profissionais envolvidos na produção de filmes ou programas de TV”. Todos os integrantes de comitês e conselhos também precisarão passar por treinamentos obrigatórios sobre assédio sexual e diversidade, equidade e inclusão.

Esse ano o Globo de Ouro que ainda foi transmitido pela NBC teve Nomadland como Melhor Filme de Drama e Borat 2: Fita de Cinema Seguinte como Melhor Filme de Comédia ou Musical. Esse ano a premiação teve a pior audiência da história visto por apenas 6,9 milhões de pessoas, uma queda sem precedentes em relação aos 18,3 milhões da premiação de 2020.

assista “Nomadland” no Telecine Play

PUBLICIDADE