Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp
Nossa opinião sobre o lançamento do mês, Alita; Anjo de Combate
Cinefans viu Alita; Anjo de Combate fox filmes

Alita…Um anjo!!! No combate.

5/5
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Adaptação do anime Battle Angel Alita rende um espetáculo visual e uma boa história de autoconhecimento.

*compre aqui seu ingresso para ver “Alita: Anjo de Combate” nos cinemas.

Olá Cine Fans, mais um review aqui no site e hoje vou falar sobre a adaptação americana para um dos mangás/animes mais legais que vi, “Alita: Anjo de Combate”. O filme que vem cheio de boas credenciais como a produção de James Cameron, a direção de Robert Rodriguez, e no elenco tem Christopher Waltz, Jennifer Connelly e Jackie Earle Haley  . E claro, não poderia deixar de falar sobre a bela surpresa com a Rosa Salazar como protagonista.

“Alita: Anjo de Combate” – Fox Filmes

Mas bem vamos para o que interessa, a história. Eu achei a trama um pouco confusa em algumas partes, principalmente do meio para o fim. Talvez pela quantidade e grandiosidade dos efeitos – o ponto mais alto do filme, sem dúvidas. – os roteiristas entregaram uma trama morna, porém com todos os elementos básicos do anime e acabou na tela uma bela e em alguns momentos comovente história de autoconhecimento da personagem principal.

*leia aqui nossa opinião sobre “Pantera Negra” o primeiro filme de super herói a ser indicado a melhor filme no Oscar.

A trama começa com o Dr. Ido (Waltz) durante a visita a um ferro velho de Iron City – tenho que dizer que esperava mais nessa hora que eles contam o que aconteceu até agora, o mundo fora devastado numa guerra e apenas os privilegiados vivem numa “cidade” voadora e o resto vive no que sobrou das antigas cidades. – e encontra um parte de uma androide, ele a reconstrói e a chama de Alita.

“Alita: Anjo de Combate” – Fox Filmes

Durante o passar do filme, vemos que todas as interações de Alita na história a ajudam a se desenvolver, mas principalmente sua relação com Hugo (Keean Johnson) um jovem caçador de recompensas, que durante o filme se descobre que ele junto com seus amigos rouba peças dos ciborgues para o elusivo e sinistro Dr. Nova (Norton) que vive na cidade suspensa e possui a habilidade de transferir sua consciência para outras pessoas.

*leia aqui nossa opinião sobre “Homem-Aranha: No Aranhaverso” um dos favoritos para vencer o Oscar de melhor animação.

Após algumas corridas ou partidas de Motorball e belas sequências de luta, somos levados a batalha final entre Alita e Vector, o mafioso local, interpretado por um Mahershala Ali não muito inspirado. Mas que na verdade, é o grande vilão do filme, Dr. Nova que precisa de algo que Alita possui. O final, que fecha bem a história, fazendo que a personagem encontre seu lugar naquele universo e deixa em aberto a possibilidade de outros filmes.

No somatório geral do filme, o coração e a força da personagem se sobressai numa bela jornada para se encontrar no mundo, pena que o roteiro foi morno e um pouco confuso.

No FANZIMETRO do Cinefans, o filme recebeu nota:

3,5