California Filmes

Agente das Sombras | Liam Neeson fazendo o que faz melhor.

LIam Neeson volta como herói de ação em trama clchê que não se sustenta e só fotografia se salva no filme.
5/5

Avaliação: 2 de 5.

Agora já podemos falar com certeza absoluta de 100%, Liam Neeson é o herói de ação dessa última década mas isso não quer dizer que seja bom para a carreira do ótimo ator britânico. Em “Agente das Sombras”, sua performance fica bem nas sombras, trocadilho não intencional, com pouca vontade e esforço e um texto fraquíssimo e requentado de várias tramas de filmes de espionagem.

Neeson, em sua persona de herói de filmes de ação, interpreta aqui Travis Block um homem que trabalha para o FBI, mas ele não é um agente – ao menos, não um comum. Ele se move pelos bastidores, e precisa investigar uma conspiração que pode estar acontecendo dentro da entidade, quando um agente começa a questionar seus superiores. Este sujeito está mentindo? Ou estaria ele falando a verdade, e esta colocará em xeque um código moral?

assista “Agente das Sombras” nos cinemas (respeite as regras das salas)

A história começa com um assassinato de uma deputada em ascensão e por ela ficamos descobrindo mais uma conspiração dentro do Governo norte-americano (grande novidade hein!). E a partir daí o filme desce ladeira abaixo. Desde as atuações de praticamente todos no elenco principal, passando pelo roteiro fraco e cheio de buracos. Acho que nada se salva.

Neeson atua numa mistura de seu personagem em “Busca Implacável” e o detetive Monk interpretado brilhantemente por Tony Shalhoub na televisão. E no início do filme é um ganho a mais para o personagem mas com o passar do tempo fica irritante e sem efeito, chegando a ficar forçado várias vezes.

Aidan Quinn e Liam Neeson – Agente das Sombras / California Filmes

E o que falar de Aidan Quinn, que depois de personagens incríveis como “A Missão”, “Frankenstein de Mary Shelley” e “Michael Collins: O Preço da Liberdade” nos apresenta um dos piores antagonistas pra um filme de ação em muito tempo. Totalmente caricato, parecendo descompromissado com o ofício. E mais uma vez o texto não ajuda, tirando o resto de profundidade da rasa atuação de Quinn. Nem mesmo as cenas com Neeson ajudam, o embate final dos dois é de risível. Bola fora aí!

Tem mais filme de ação no caminho de Liam Neeson, ator está confirmado em “In Land of Saints and Sinners”

Para não dizer que tudo foi ruim, tiveram algumas coisas interessantes no filme. Tipo uma grata surpresa a atuação com coração de Emmy Raver-Lampman como a jornalista que faz a trama se movimentar. Lembre-se que aqui é sem spoiler. Raver-Lampman está presente nas melhores cenas dando o contraponto emocional necessário para que pelo menos àquela cena seja relembrada.

Emily Raver-Lampman – Agente das Sombras / California Filmes

Outro ponto positivo são as sequências de ação, que são espetaculares. A fotografia está no ponto, dando aquela sensação de perigo que é necessária. Impossível não ficar tenso principalmente nas cenas de perseguição de carros.

E para finalizar não tem como não curtir todos os momentos entre Travis (Neeson) e sua família. Essa parte que poderia ser um pouco mais explorada onde o herói fica vulnerável. Suas cenas com sua filha e neta trazem um pouco mais de sentimento e emoção para esse thriller. Muitos fofos o vovô Neeson ensinando os truques para a neta. Gol do filme.

Claire van der Boom e Liam Neeson – Agente das Sombras / California Filmes

Agora finalizando de verdade, recomendo o filme para quem gosta muito de filmes de ação, ou quem quer passar 1h40 sem muita preocupação ou então é fan feroz dessa fase do Liam Neeson porque o resto do pessoal não vai se divertir muito com esse aqui não.

Ficha Técnica
Direção: Mark Williams
Roteiro: Nick May & Mark Williams
Produção:  Mark Williams, Paul Currie, Myles Nestel Alevé Loh, Coco Ma
Elenco: Liam Neeson, Aidan Quinn, Taylor John Smith, Emmy Raver-Lampman, Claire van der Boom
Direção de Fotografia: Shelly Johnson
Desenho de Produção: Michelle McGahey
Trilha Sonora: Mark Isham
Montagem: Michael P. Shawver     
Gênero: ação, drama
País: China, Austrália, EUA
Ano: 2022  
Duração: 108 min