3% PARA O MÁXIMO

Repleta de diálogos com a política e a diplomacia, a terceira temporada de “3%” traz a dosagem perfeita de ação e drama, além de uma trilha sonora espetacular e também 100% brasileira.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email
Tempo de leitura: 3 minutos

assista aqui todas as temporadas de “3%” no NETFLIX (sujeito a assinatura do serviço)

Você já pensou em um futuro onde, depois de 20 anos vivendo na miséria, passe por um processo que por mérito te dê lugar num paraíso concreto? Então “3%” é a série para você! 100% nacional, é a trama mais assistida do nosso país no exterior. Não satisfeita, a série já está na sua terceira temporada e ainda tem muito o que mostrar!

‘“3%” tem uma temática muito interessante. Com semelhanças a franquias como “Jogos Vorazes” e “Divergente”, a série conta com um elenco ótimo que dá vida a uma série de personagens complexos. Além de um roteiro excelente, cada temporada é marcada por uma trama principal emblemática e segue uma cronologia muito coerente, ao contrário de outras séries da plataforma da Netflix. O potencial é realmente absurdo.

MAIS AQUI: E mais uma cinebiografia chegou às telonas, e dessa vez foi com o Elton John, e não é que Rocketman decolou para o sucesso!

Na primeira temporada, conhecemos o processo. Um casal fundador cria uma cidade, após a Terra ficar com recursos escassos, para que pessoas, com seu próprio mérito, aos 20 anos passem por um processo e assim conquistem uma vida melhor. Árduo, cheio de provas traiçoeiras, apenas 3% dos inscritos pode passar para o tão sonhado Maralto. Conhecemos Michele (Bianca Comparato), uma menina que entra para o processo com o sonho de reencontrar seu irmão. Um belo começo para essa história que podia tomar vários rumos diferentes.

“3%” – Netflix Inc.

O caminho escolhido para a segunda temporada foi muito bom. Dessa vez, conhecemos as origens do casal fundador (que na verdade não é um casal, ou seja, é mais complexo do que imaginamos) e acompanhamos a luta pela queda do Maralto, com um grupo rebelde liderado por Michele, mas também composto por outros personagens importantes (o elenco é grande, ficam aqui meus créditos à todos eles). Dentre uma série de acontecimentos, o mais interessante é saber como tudo começou e tudo que foi colocado em risco. O Maralto não era para ser o que se tornou.

LEIA TAMBÉM: Segundo episódio da quinta temporada de Black Mirror não entrega o resultado esperado e fica bem abaixo da média da série.

Finalmente, na temporada atual que estreou nesta sexta-feira (07), agora acompanhamos a consolidação da Concha: alternativa para aqueles que não passaram no processo para o Marato e não querem voltar para o Continente por conta das condições de vida. O exército do Maralto tenta o possível para interferir no funcionamento desse lugar, visando ainda manter a tradição centenária desse futuro. A temporada é recheada de reviravoltas e traz uma dinâmica ainda fiel à mesma de suas temporadas anteriores. Abaixo, o trailer da terceira parte da história:

“3%” – Netflix Inc.

OLHA OS SPOILERS

Repleta de diálogos com a política e a diplomacia, a terceira temporada de “3%” traz a dosagem perfeita de ação e drama, além de uma trilha sonora espetacular e também 100% brasileira. Descobrimos que nada é o que parece e que a tradição sempre fala mais alto que a possibilidade de um futuro inclusivo, igualitário e justo. Dessa vez, a Concha superlota e Michele tem a difícil tarefa de fazer um corte de metade dos moradores da “nova chance”.

Revoltados, os excluídos se rebelam contra a protagonista que não vê outra alternativa a não ser fechar as portas à base de ameaças aos suspensos. Outro ponto interessante é a revelação de que, no início, nenhum morador do Maralto era estéril. O casal (antes trio) fundador também têm uma filha, que infelizmente não passa no processo. A dor dos pais em ver seu próprio fruto fracassando é emocionante.

Entretanto, isso não impede Tânia (a filha do casal fundador) de se revoltar. Ela é a fundadora da Causa, grupo rebelde que têm como foco acabar com o processo e, principalmente, com o maralto. Vingança? Era o plot-twist que tenho certeza que todos esperávamos.

“3%” – Netflix Inc.

Muitas pontas soltas foram atadas nesssa temporada. A esperteza do cliffhanger do exército do Maralto tirar o poder do Conselho declarando guerra à Concha é um rumo interessante que a série vai tomar. Será que ano que vem teremos uma última temporada? Será que a produção vai ser inteligente mais uma vez?

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: